Outros sites Cofina
Notícia

"Não precisamos de aumentos de capital"

O presidente do BES afasta o cenário de aumentos de capital na sequência dos testes de stress e diz que há uma melhoria no mercado interbancário. Quanto ao cenário de consolidação no sector, afirma que não é a resolução para o problema.

Maria João Babo mbabo@negocios.pt 22 de Julho de 2010 às 10:00
  • Partilhar artigo
  • ...
"Não precisamos de aumentos de capital" em resultado dos testes de stress. Mas "temos que esperar pelas regras de Basilelia III", avisou Salgado, que participa hoje no Hora H do Negócios.

O banqueiro diz que os bancos só precisarão de capital "à medida que forem expandido a sua actividade". "Os bancos portugueses, de uma forma geral, estão bem e em condições de fazer face a esta crise", considerou.

Ricardo Salgado afirmou também que "não há capitais para neste momento serem investidos em empresas e na banca". "Não vejo quem é que está com ânimo para fazer aquisições, a não ser o Santander, que acaba de comprar um banco na Alemanha", adiantou.

"Há espaço para maior consolidação em Portugal, mas não é isso que vai resolver o problema dos bancos portugueses", considerou Salgado, acrescentando que as"concentrações podem até prejudicar a consolidação do sistema bancário".

O presidente do BES afirmou ainda que há uma melhoria no mercado interbancário. "Já há maior flexibilidade" no interbancário, afirmou Ricardo Salgado, garantindo que "há alguma melhoria das linhas de crédito interbancário de muito curto prazo".
Mais notícias