Jogo da Bolsa: "Como avaliar uma acção? O exemplo da Altice"

Artigo de João Queiroz, Director da banca online do Banco Carregosa
JOAQUIM NORTE DE SOUSA
pub
João Queiroz 10 de novembro de 2017 às 11:32

Como analisar uma empresa com um passado muito recente e que cresce, fundamentalmente, através de fusões e aquisições, muito alavancada em corporate finance (ou com baixos recursos próprios face ao total dos activos)? Um bom economista responderia: depende. Do sector de actividade, dos ganhos, de produtividade e da eficiência em termos de custos.
Mais que uma empresa, a Altice é uma holding presente nas telecomunicações, equipamentos de telecoms e media, com distribuição geográfica na Europa e EUA. Porém, são áreas da economia que exigem um contínuo investimento em inovação e desenvolvimento (R&D), e marketing, sem muito espaço para "congelar" investimentos com vista a liquidar financiamentos e empréstimos.


A empresa foi para o mercado a 17€, em Outubro de 2015, e actualmente negoceia perto dos 11€. Fez um máximo histórico em Maio deste ano nos 23.42€, o que traduz uma desvalorização actual de -55% e face ao máximo e de -35% face à avaliação de 2015.
Numa óptica da Análise Técnica, o desempenho desta acção não tem sido construtivo nem é prometedor. Uma leitura "técnica" do gráfico diz-nos que se encontra em extrema sobre-venda, sem qualquer sinal de inversão. Após a quebra do suporte nos 15.75€/16€, a tendência de queda agravou-se. Só quando conseguir estabilizar as desvalorizações e criar uma cotação de equilíbrio, poderá surgir uma oportunidade.
Numa análise fundamental - que nos transmite as componentes, contabilística e económico-financeira - a empresa regista uma capitalização bolsista de € 16.4 mil milhões, tem uma dívida líquida de €53.4 mil milhões, resultando numa EV (Enterprise Value) de € 69 mil milhões. Como as receitas se estimam estabilizar nos € 23.8 mil milhões o resultado operacional deverá ser de 10 mil milhões mas o resultado líquido poderá estar próximo do zero, o que torna difícil ter uma capacidade de se autofinanciar muito baixa. A Altice ou consegue aumentar as margens de receitas ou terá que alienar activos com ganhos, ou ainda, adquirir mais activos com forte capacidade de gerar resultados e cash-flow.
Resumindo a oratória, o valor intrínseco pode estar próximo do valor do OPV mas enquanto não conseguir realizar duas a três sessões consecutivas de valorização, dificilmente poderá conseguir desenhar a base para uma recuperação sustentada.


pub