Outros sites Cofina
Notícia

Jogo da Bolsa: Prova de sobrevivência

A curta duração de uma iniciativa como o Jogo da Bolsa contrasta de forma vigorosa com a realidade dos mercados. É preciso cuidado na transição para investimentos reais.

Negócios jng@negocios.pt 20 de Novembro de 2015 às 10:34
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
A natureza e curta duração de uma iniciativa como o Jogo da Bolsa contrasta de forma vigorosa com a realidade dos mercados. Sendo certo que constitui uma excelente oportunidade para conhecer e experimentar diferentes produtos, sem riscos para o capital real do investidor, a extrapolação deverá ser cautelosa e ponderada tendo em conta que o investimento em activos mobiliários, no longo prazo, é essencialmente uma prova de sobrevivência onde os participantes se tendem a derrotar a si próprios em função das suas opções estratégicas.

Quatro aspectos gostaria de sublinhar que, não obstante o esforço colocado em que a iniciativa replique as condições reais de mercado, não serão suficientemente aparentes numa simulação como esta e que terão um impacto determinante no longo prazo, nos investimentos reais.

Começaria por apontar um aspecto talvez contra-intuitivo para alguns: no longo prazo os investidores estão menos dependentes da frequência dos "tardes" positivos quanto poderão julgar mas muito mais da relação entre os retorno dos "tardes" positivos e o prejuízo gerado nos "tardes" negativos. Em lugar de tentarem maximizar o número de "tardes" ganhadores, é numa relação bastante favorável entre os "tardes" ganhadores e os "tardes" perdedores que se deverão concentrar.

E se durante esta iniciativa a volatilidade e o ruído de curto prazo constituem oportunidades para fazer crescer o capital virtual de forma célere, poderão acabar por reconhecer que em condições de investimento real são sinónimos de risco e adversários da consistência, obstáculos para o sucesso em largos horizontes temporais.

O efeito cumulativo dos custos de negociação é algo que os investidores terão igualmente de considerar pois são frequentemente determinantes para a viabilidade de uma dada estratégia no longo prazo, mas que facilmente passarão despercebidos numa iniciativa com a duração de algumas semanas.

Por fim, o sertãs e pressão a que os investidores se submetem, especialmente quando optam por formas mais agressivas de investir. Se se dá por si a ter uma noite mal dormida por causa dos investimentos nos mercados financeiros, com toda a probabilidade já ultrapassou os seus limites de tolerância ao risco e já terá entrado no terreno onde a falta de bem estar emocional lhe vai dificultar a tomada de decisões. Algo que o recurso a capitais virtuais não lhe permitirá testar.


Jogo da Bolsa
9 de Novembro a 4 de Dezembro
As classificações do Jogo da Bolsa 2015 são actualizadas diariamente. Em primeiro lugar, um Top é publicado no Negócios e às 14 horas a listagem total é publicada no Jornal de Negócios Online (www.negocios.pt). Para o efeito, todos os dias é retirada uma classificação provisória da Classificação Global, a Classificação Universitária e da Classificação Universo ISCTE Business School. Depois, todas as terças-feiras, é divulgado o vencedor semanal. Na primeira semana, o vencedor da classificação é quem ficar à frente na classificação global. Nas semanas seguintes, o vencedor da semana pode não corresponder ao líder do jogo. Saiba quais são os prémios desta edição do Jogo da Bolsa emhttp://jogodabolsa.negocios.xl.pt/classificacoes.



Mais notícias