Outros sites Cofina
Notícia

Oeiras: um concelho em sentido contrário ao resto do país

Tanto nas exportações de mercadorias como no volume de negócio das suas empresas, Oeiras está a contrair, enquanto, na média nacional, Portugal está a avançar.

Nuno Aguiar naguiar@negocios.pt 24 de Maio de 2016 às 15:36
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
As exportações portuguesas têm crescido quase ininterruptamente nos últimos anos. Mas essa tendência parece estar a passar ao lado de Oeiras, um concelho onde as vendas de bens ao exterior estão a cair há dois anos consecutivos.

Em 2015, as exportações realizadas por empresas com sede em Oeiras fixaram-se perto dos mil milhões de euros, o que é inferior aos 1,1 mil milhões de euros de 2014 e aos 1,3 mil milhões de 2013. Embora não seja caso único - as exportações da Área Metropolitana de Lisboa também caem há dois anos - segue uma tendência contrária à média nacional. Quando se considera todo o território português, as saídas de bens não caem desde 2009.

A maior exportação do município de Oeiras é o material de transporte que, em 2015, representou mais de 200 milhões de euros em vendas ao exterior. Não muito longe estão as gorduras e óleos animais e vegetais, produtos industriais alimentares e máquinas e aparelhos. Todos entre os 118 e os 156 milhões de euros.

Contudo, Oeiras tem importações elevadas, principalmente nas indústrias químicas, material de transporte e máquinas e aparelhos. Estas três categorias ficam entre 1,2 e 1,5 mil milhões de euros. O resultado é um saldo comercial negativo em mais de cinco mil milhões de euros, que se agrava há dois anos consecutivos.

O tecido empresarial do concelho é dominado por dois grandes grupos energéticos. Segundo os dados da Informa DB, a BP e a Endesa são as duas maiores empresas, com um volume de negócio de 1.423 e 850 milhões de euros, respectivamente.

No top 10 das maiores empresas do concelho, importa referir a Netjets. A empresa de transporte por avião a jacto não só está entre as que mais facturam, como é a maior exportadora de Oeiras, com vendas ao exterior no valor de 500 milhões de euros em 2015.

No total, o volume de negócio de Oeiras também evolui em sentido contrário do país, contraindo 0,3%, enquanto na média nacional houve um crescimento de 2,2%.
Mais notícias