Conteúdo exclusivo para Assinantes Se já é assinante, faça LOGIN

António Almeida Henriques: “Esta obra no IP3 é um paliativo”

Por mais dinamismo e incentivos que haja, Viseu tem um “handicap” que persegue o concelho: a deficiente rede de acessos, por estrada ou carris, àquela que é a maior cidade do interior de Portugal.
António Almeida Henriques: “Esta obra no IP3 é um paliativo”
António Almeida Henriques, Presidente da Câmara Municipal de Viseu
Maria Ana Barroso Nuno André Ferreira - Fotografia 30 de outubro de 2019 às 12:30

A atração de investimento tem sido uma das apostas da autarquia, garante Almeida Henriques. Um concelho pode ter as melhores condições, mas sem empregos, garante, não se fixa nem atrai novas pessoas.

Conteúdo exclusivo para Assinantes Negócios Premium
Assine e aceda sem limites, no pc e no smartphone Assinar por 1€ por 1 mês



pub

Marketing Automation certified by E-GOI