A carregar o vídeo ...

Os mais poderosos de 2013 Os mais poderosos de 2013

# Os maispoderosos de 2013 # Américo Amorim é o 8.º mais poderoso da economia
Américo Amorim, Presidente do Grupo Américo Amorim é o 8.º mais poderoso da economia
  • Assine já 1€/1 mês
  • 14
  • ...

Porque desce

No desporto comenta-se, por vezes, que uma equipa não perdeu por demérito próprio, mas antes pelo mérito do adversário. Este ano Américo Amorim voltou a ser o português mais rico do mundo, segundo a lista da Forbes, e o seu controlo da Galp está tão sólido como há um ano. Contudo, na lista "Os mais poderosos" de 2013 emergiram outros nomes, que levaram Amorim a cair três posições. Um ano depois, o "Rei da Cortiça" ganhou em perenidade, mas, resolvida que está a disputa da Galp, perdeu em influência política.

 

 

Ascensão


Américo Amorim, 79 anos

• Em 1953, entra na direcção da Amorim & Irmãos, corticeira da família.
• Em 1981, entra na fundação da SPI (actual BPI). A aposta na banca continua em 1984, com a criação do BCP, e em 1990, com o BNC.
•  Em 1991, participa na fundação da Telecel.
•  Em 1995, faz parte do consórcio criado para comprar a Petrogal.
•  Em 2003, o Banco Popular compra 75% do BNC, ficando Amorim com 4,5% do Popular.
•  Em 2005, lança o banco BIC Angola.
•  Em 2012, entra no Banco Luso-Brasileiro, compra o BPN (via BIC) e torna-se o maior accionista da Galp, ficando com 38,34%

 

 

 

Futuro sob o Signo Chinês: Dragão


Yang (positivo):
Pessoas cheias de força e vitalidade, têm uma legião fiel de admiradores. Revelam autoconfiança, coragem, espírito de aventura. São muito trabalhadores.
Yin (negativo):
Génio forte e temperamental, impaciente, agressivos. Chegam a ser extravagantes e a fazer da exigência uma irracionalidade.


"A desvantagem do capitalismo é a desigual distribuição das riquezas; a vantagem do socialismo é a igual distribuição das misérias", afirmou Winston Churchill. Ao longo da sua longa vida empresarial, Américo Amorim soube enriquecer com o socialismo dos países de Leste e com o capitalismo do Ocidente. O empresário é um autêntico "self made man", que prosperou do zero aos milhões. Mas é também um solitário que sabe fazer as parcerias certas. Solitário pelo seu próprio estilo de liderança, interventiva e personalizada; parcerias como as com Isabel dos Santos, com quem vai mantendo relações tensas mas permanentes, que ainda há dias levaram a que a Forbes nomeasse Amorim como o parceiro português da empresária angolana. Os negócios estão hoje muito focados na Galp Energia, que tem planos de prosperidade no Brasil e em Moçambique. A eterna questão da sucessão permanece por esclarecer, mas Américo Amorim continua a trabalhar como se tivesse a força de 20 anos, a persistência de 40 e a experiência de quase 80. 

 

 

 

Curiosidade


Nascido em Mozelos, Santa Maria da Feira, em 1934, Américo Amorim fez o Curso Geral do Comércio e começou a trabalhar no negócio de cortiça da família. É cônsul-geral honorário da Hungria em Portugal. É casado e tem três filhas. Segundo a sua mulher, aprecia cozido à portuguesa e bacalhau. Está no lugar 316.º na lista dos mais ricos do mundo da Forbes. É o primeiro português na lista. Mas há dois anos disse ao Negócios: "Não me considero rico. Sou trabalhador".

 

 

 

Força Hercúlea


FORTUNA.
Américo Amorim é o português mais rico do mundo. Pegou num negócio familiar, expandiu-o e, com o império criado, estendeu a sua influência ao sector financeiro, entre outros. Sem precisar da ribalta, tem o capital necessário para intervir no mundo em seu redor.

 

 

Fraqueza Aquiliana


SUCESSÃO. Só no ano passado Américo Amorim decidiu colocar uma das suas três filhas (Paula Amorim) na administração da Galp. Desconfiança nas herdeiras? O comendador é quem melhor saberá, mas o tema da sucessão pode bem ser o capítulo mais delicado da vida de Américo Amorim.

 

 

 

"A liderança é uma poderosa combinação de estratégia e carácter. Mas se tiver de passar sem um, que seja a estratégia".
Norman SchWarzkopf