White Fox: O sonho californiano de uma empresária portuguesa

Célia Saraiva tem uma carreira profissional dedicada ao marketing digital e à liderança de empresas e equipas digitais. Uma viagem à Califórnia despertou-a para um projecto empresarial.
White Fox: O sonho californiano de uma empresária portuguesa
Célia Saraiva vive ao sabor dos projectos de que gosta sem medo de arriscar.
Pedro Catarino
Filipe S. Fernandes 21 de novembro de 2018 às 12:00
As novas tecnologias, o marketing digital, aprendido com consultores norte-americanos são marcas na carreira de Célia Saraiva. Quando em 2005 chegou a Lisboa, para a fazer a licenciatura em Gestão, começou a trabalhar em marketing digital. Era a sua segunda licenciatura, depois do curso para professora do primeiro ciclo em Viseu, como era um desejo da família.

Vinte anos depois, em fins de 2016 venceu, com o projecto My American Client, a bolsa internacional American Club of Lisbon Award 2016, uma bolsa com o apoio da Fundação Luso-Americana e American Airlines. Realizou em Outubro de 2017 uma viagem aos EUA com visita a São Francisco, Los Angeles e Nova Iorque.


Criou uma agência de marketing digital, a Fénix Digital, inspirada na bandeira de São Francisco.


No regresso de São Francisco imaginou uma plataforma de cooperação entre esse alfobre de tecnológicas e seed-capital e Portugal. Era então digital communication director na Lift Consulting. Pouco depois esta organziação sofreu uma reestruturação e Célia Saraiva saiu para a Skypro, especializada em calçado e uniformes para aviação, onde liderou a entrada nos marketplaces da Amazon e da Zappos.

O sonho da plataforma mantinha-se e, em meados deste ano, decidiu não continuar na Skypro. Numa visita à Wisdom Consulting, Domingas Carvalhosa, com quem trabalhou na Lift, convidou-a para a empresa, mas quando lhe disse que queria lançar o seu próprio, Domingas Carvalhosa desafiou-a a desenvolver o seu projecto pessoal e a parte digital na Wisdom.

Nascimento da Fénix

Célia Saraiva uma marca, a Fénix Digital, que se inspirou na bandeira de São Francisco para gerir projectos digitais, redes sociais, sites e plataformas, tendo já quatro clientes e dois sites em construção.

A Fénix está instalada Wisdom on de Célia Saraiva conta com Joana Fragoso. Tem ainda o apoio de Nuno Ribeiro, que trabalha naTeampartner, e é o CFO do projecto, Alexandre Faria, responsável pela parte tecnológica, que trabalha no parceiro Auroka.


300
Mil euros
É o valor do investimento previsto na criação da plataforma, em tecnologia, patente, pessoas, marketing.

4
Clientes
A Fénix Digital, a marca criada em Setembro de 2018, e que é da White Fox, já tem clientes e dois sites em construção.


A White Fox será uma plataforma que vai permitir ao utilizadores registar objectivo, como porexemplo, negócios, formação ou lazer), consultar projectos de apoio internacionais, acesso a uma rede de marketplaces, empresas e instituições. As transacções são centralizadas na plataforma e os clientes podem receber suporte, aceder a redes de contactos e serviços disponibilizados na rede por outros utilizadores e parceiros.

É multitasker, está sempre a fazer qualquer coisa. Acabou recentemente o mestrado em Informação e Sistemas Empresariais com a tese sobre a transformação digital e a resistência à mudança no Instituto Superior Técnico. Colabora com a Novabase na gestão de projecto e recrutamento de pessoas na área das tecnologias da informação e apoia na integração das pessoas nos projectos.

Célia Saraiva foi gestora da Auroka durante sete anos , digital strategist do Cookwork, rede social de chefs e profissionais de cozinha e digital marketing manager do Grupo Egor durante quatro anos.

10 disputam vaga em Silicon Valley

O Negócios mostra-lhe os finalistas do prémio lançado pela FLAD e pela consultora EY. O vencedor será anunciado a 20 de Dezembro e terá direito um período de imersão num cluster tecnológico na Califórnia.



RAIO-X

Foco numa região pode ser a matriz para mais regiões

As empresas tecnológicas como a Google estão a instalar-se em Portugal, e as empresas portuguesas estão a apostar nas exportações para os EUA.

Factor diferenciador
O modelo de negócio baseia-se na construção de uma plataforma online onde o objectivo é a democratização de acesso a oportunidades de negócio, networking, formação e lazer.

Estratégia de crescimento
Aposta no desenvolvimento e sucesso da plataforma, com foco na criação de uma base sólida de clientes nacionais e internacionais, mantendo-se sempre nas regiões Europa e Califórnia. O modelo de negócio poderá ser replicado para outras regiões dos EUA.

Parcerias chave
Parcerias com instituições governamentais portuguesas, da União Europeia e norte-americanas e ainda com grandes empresas na área tecnológica como, por exemplo, Google, facebook, Amazon, Farfetch, DHL, operadores turísticos e empresas de transporte de bens e pessoais.

Oportunidades
As empresas portuguesas estão a interessar-se pelo mercado norte-americano. Há empresas tecnológicas americanas a instalar-se em Portugal, que pode ser uma ponte para a Europa.



Perguntas a Célia Saraiva
Empresária da White Fox

"Plataforma digital como missão"

A plataforma imaginada pela empresária quer ser o caminho do el dourado.

O projecto nasceu de uma viagem à Califórnia?
Há um ano fui à Califórnia e percebi que em Portugal temos melhor educação, infra-estruturas, pessoas qualificadas, mas não temos um governo que nos apoie, não temos uma cultura em que as pessoas queiram ir mais além e assumir o risco de falhar. É uma dinâmica e uma energia diferentes. Na viagem de regresso senti que tinha de fazer qualquer coisa.


A plataforma terá três grandes áreas: as empresas e os negócios, a educação e a cooperação, e o turismo e o lazer.



Como é que surge a plataforma de negócios?
A plataforma divide-se em três áreas, para empresas e negócios, educação e cooperação, e turismo e lazer. Esta é a que vai trazer mais volume à plataforma.

Seria na plataforma que as empresas portuguesas e californianas se registariam para ter acesso mais facilitado a entrar nos respectivos mercados.
Portugal é um país com custos mais baixos e que oferece às empresas norte-americanas um canal de exportação para a Europa inteira.

Onde é que viu a oportunidade de negócio?
Há mais empresas que se dedicam a fazer quase só este serviço mas com um objectivo mais comercial do que o meu, que tem um lado de missão. Tenho de financiar o projecto, porque exige investimento em equipa, tecnologia e manutenção. A plataforma vai ter uma componente comercial, mas gostava de contar com apoios, para sustentar o projecto. 





Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI