Outros sites Cofina
Notícia

Ibéria e África são os pilares da Neuce

O segundo maior grupo ibérico na indústria de tintas e vernizes produz 440 toneladas/dia e estima faturar mais de 100 milhões de euros em 2022.

Filipe S. Fernandes 04 de Outubro de 2022 às 13:00
DR
  • Partilhar artigo
  • ...
Em 2007, iniciou-se a construção da maior unidade industrial do Grupo Neuce. Ficava em Angola e entrou em funcionamento no ano seguinte, com capacidade de produção para abastecer o país. Nessa altura, a Neuce faturava oito milhões de euros e cingia-se ao mercado português. Dois anos depois, foi a vez de instalar uma unidade industrial em Moçambique, que em 2014 alarga a sua produção ao Norte do país, com mais uma unidade fabril em Nacala.

Em 2011, nasceu a Neuce Cabo Verde, com instalações fabris na cidade da Praia, ilha de Santiago. O primeiro país não PALOP a acolher uma unidade fabril da Neuce foi o Gana em 2014, seguindo-se a Neuce Costa do Marfim, em 2016, na cidade de Abidjan, e a Neuce Senegal em 2018, na capital Dakar, estas duas abastecidas pela fábrica no Gana. Em 2018, a Neuce plantou a sua bandeira industrial e comercial no Quénia e na Nigéria.

Esta implantação africana deu uma nova dimensão à Neuce e África, como reconhece Isidro Lopes, presidente da Neuce, "tem um papel muito importante na estratégia do grupo". Refere que "é uma das regiões de maior crescimento económico, 65% da população do continente africano é jovem, em que políticas renovadas e estruturais ao nível do ensino e uma estabilidade política crescente levam a que estejam reunidas condições para que a região fomente e consolide uma classe média cada vez mais exigente e mais consumidora".

Espanha e Portugal

O outro pilar da estratégia de crescimento da Neuce foi a aquisição de empresas em Portugal e Espanha, onde ficam seis das doze fábricas da Neuce. Em Portugal, o crescimento começou em 2016 com a compra da Dissoltin, que tem uma unidade fabril na Zona Industrial da Fontanheira, Santa Maria da Feira, e a mais recente, em maio de 2022, a Argatintas, com duas unidades industriais em Famalicão e Leiria. As aquisições em Espanha começaram em 2019 com a catalã Cedria e, em fins de 2020, foi a vez de duas empresas do Grupo Titan, a Neuce Powder Coatings Portugal, com fábrica na Maia, e a Neuce Powder Coatings Espanha, em Barcelona. Estes movimentos de concentração fizeram da Neuce o segundo maior grupo ibérico na indústria de tintas e vernizes.

O forte crescimento dos últimos anos levou a Neuce a tornar-se o segundo maior grupo ibérico na indústria de tintas e vernizes, que deverá faturar em 2022 mais de 100 milhões de euros e tem uma produção diária de 440 toneladas/dia. Para Isidro Lopes, a dimensão é um fator-chave porque "o ganho de escala potencia a competitividade e a eficiência". A dimensão "permite otimizar processos operacionais, garantir vantagens comerciais tanto pela proximidade como pela maior diversidade de soluções técnicas, ganhar capacidade negocial numa ótica de otimização de custos e garantir bases mais sólidas para a diversificação geográfica", sublinha o presidente da Neuce.

Distribuição e inovação

A distribuição é um fator crítico para o crescimento do negócio, por isso tem uma rede de distribuição constituída por 55 lojas e 980 agentes. Como refere Isidro Lopes, "a estratégia de proximidade (na distribuição, seja por loja própria ou por revendedor especializado) e de apoio técnico é transversal a todos os projetos. Formação, conhecimento e garantia de apoio técnico são critérios não negociáveis para os nossos revendedores".

A inovação e a sustentabilidade andam de mãos dadas, segundo Isidro Lopes. Investe anualmente cerca de 3% do volume de negócio, conta com uma equipa dedicada de 20 técnicos e na sua missão estão os produtos inovadores e de qualidade, mas também soluções mais amigas do ambiente como as tintas Neucenature, uma gama de tintas ecológicas, produzidas com base em matérias-primas de origem renovável. Sublinha ainda o investimento e a diversificação realizada nas tintas em pó (Neuce Powder Coatings) e numa gama completa de soluções para madeira (Cedria), que não contêm compostos orgânicos voláteis (COV), nem solventes, nem metais pesados tóxicos como chumbo ou cromo (VI).


Mais notícias