Outros sites Cofina
Notícia

Tradução automática para chatbots

Estão atualmente a traduzir mais de 1 milhão de mensagens de apoio ao cliente por mês. Este valor é cinco vezes superior ao volume registado em 2018.

Filipe S. Fernandes 26 de Novembro de 2019 às 17:30
A Unbabel é uma plataforma que combina a tradução automática e humana. Nuno Fonseca
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Unbabel Prémio Especial do Júri

A história da Unbabel começou em 2013 numa viagem de surf a Aljezur, onde os atuais fundadores discutiram um conjunto de ideias de negócios e em que se falou de tradução simultânea, porque tanto João Graça, atual CTO, como Vasco Pedro, que é o CEO, eram doutorados em áreas relacionadas com linguagem como o processamento de linguagem natural e machine learning. Sofia Pessanha, Bruno Silva e Hugo Silva eram os outros companheiros dessa viagem e também da aventura Unbabel.

"Pensámos que, se fossemos capazes de construir uma forma realmente fácil para pessoas corrigirem erros da tradução automática, isso seria muito poderoso e poderia ajudar empresas e pessoas a superar barreiras de linguagem", recorda Vasco Pedro.

Durante o verão, fizeram protótipos de algumas soluções, experimentaram uma landing page. Encorajados pelos resultados, começamos a construir o produto que é a Unbabel hoje, ou seja, uma plataforma que combina a tradução automática e humana.

Vasco Pedro diz que o que distingue a Unbabel é que sendo uma start-up portuguesa que alia a inteligência artificial (IA) com pós-edição humana à tradução automática, "elimina a barreira da língua entre as empresas e os seus clientes. Impulsionada pela IA e melhorada por uma comunidade global de linguistas humanos, a Unbabel disponibiliza conteúdo de nível profissional à escala exigida pelas empresas modernas".

Aventura americana

A Unbabel chegou a São Francisco nos Estados Unidos em 2014. Atualmente, trabalham cerca de 250 pessoas na Unbabel, entre os escritórios de Lisboa, São Francisco, Nova Iorque e Pittsburgh, onde está um novo laboratório de pesquisa liderado por Alon Lavie, antigo responsável pelos serviços de tradução da Amazon e que fica próximo da Universidade de Carnegie Mellon, uma referência em machine learning e processamento de linguagem natural. "Os próximos objetivos da Unbabel passam por alargar a sua presença nos Estados Unidos (que poderá representar 70% das receitas da empresa nos próximos dois anos), na Europa e na Ásia", refere Vasco Pedro.

Segundo o CEO da Unbabel, em 2019, a Unbabel registou grandes avanços na tradução automática, recebendo vários prémios pelas contribuições para a indústria, mostrando uma melhoria significativa nas principais métricas de negócios, incluindo o tempo de resposta da tradução e o custo por unidade.

Estão atualmente a traduzir mais de 1 milhão de mensagens de apoio ao cliente por mês. Este valor é cinco vezes superior ao volume que registado em 2018. "Neste momento temos a oportunidade de desenvolver o próximo produto a integrar a plataforma de Translation-as-a-Service que impulsionará as comunicações das empresas no futuro e, consequentemente, tornar-se no layer da tradução da internet", revela Vasco Pedro.

A Unbabel lançou recentemente o serviço para Chatbots como parte do Early Access Program (EAP). Os bots estão cada vez mais a ser procurados e utilizados no atendimento ao cliente para automatizar grande parte de tarefas comuns e questões dos clientes. "Acreditamos que, em 2020, mais de 85% das interações com os clientes sejam efetuadas sem a interação de humanos", sustenta Vasco Pedro.



Mais notícias