Outros sites Cofina
Notícia

Matos Fernandes diz que há municípios onde o preço da água terá de aumentar

O ministro do Ambiente classifica como “muito provável” que o preço da água tenha de aumentar em municípios de menor dimensão. E defende a fusão dos sistemas em baixa de vários municípios.

05 de Abril de 2017 às 09:40
A carregar o vídeo ...
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
O ministro do Ambiente classifica como "muito provável" que o preço da água tenha de aumentar em municípios de menor dimensão. "Nós temos 160 concelhos com menos de 20 mil habitantes. É virtualmente impossível gerir, do ponto de vista de eficiência económico-financeiro, com consequências ambientais, sistemas com esta dimensão", afirma Matos Fernandes.

Foi neste contexto que, assegura o governante, foi lançado "um aviso muito expressivo para fomentar a agregação dos sistemas em baixa (distribuição ao consumidor)". Esta fusão de sistemas "vai levar a que, muito provavelmente, em alguns desses municípios de menor dimensão o preço da água tenha de aumentar, com uma certeza, aumentará muito menos do que se eles estiverem isolados".

Para Matos Fernandes há também procedimentos que têm de ser alterados e um deles é cobrar a água a instituições a que actualmente é oferecida, replicando o que o próprio fez enquanto presidente da Águas do Porto, onde se cobra o consumo aos hospitais e à Câmara do Porto. "Há inúmeros municípios neste país que não cobram água aos hospitais, às câmaras, aos lares. Com investimento certamente, mas sobretudo com gestão, é possível fazer muito melhor para o equilíbrio económico-financeiro destes sistemas, particularmente se eles se agregarem."
Mais notícias