Alexandre Real
Alexandre Real 29 de setembro de 2019 às 19:50

As greves ativam o desemprego

Não descurando a importância do movimento sindical e tendo em consideração a realidade atual, os sindicatos e os profissionais sindicalizados neste século serão colocados à prova.

Geralmente pela falta de condições gerais de trabalho, remunerações ou outras reivindicações os sindicatos atribuem responsabilidades a duas entidades: aos patrões e ao Estado.

 

Segundo o portal Pordata em 2017 não se trabalharam por motivo de greve 29 mil dias, sendo que fizeram greve 20 mil pessoas - fonte: GEE/MEc | DGERT/MTSSS, PORDATA.

 

Neste contexto a greve assume-se como um mecanismo relevante de contestação social.

 

Será que alguns sindicatos estudam devidamente todas as variáveis de impacto que podem afetar os seus sindicalizados?

 

Hoje há variáveis externas que Portugal não consegue controlar e que em caso de fortes contestações grevistas poderão ditar o aumento do desemprego no país ou até a extinção de postos de trabalho.

 

Vejamos, por exemplo, quatro variáveis que podem afetar os trabalhadores que fazem greve:

 

- Em virtude das greves, hoje muitos empresários começam a optar por soluções robotizadas que substituem os humanos;

 

- Hoje a concorrência é global e neste sentido as greves facilitam a deslocalização de multinacionais para fora de Portugal;

 

- A greve funciona como um mecanismo automático que pressiona os clientes/utentes a procurarem soluções alternativas e que tendencialmente afetam os setores grevistas;

 

- Os clientes/utentes afetados pelas greves muitas vezes descuram as razões dos grevistas e contestam por serem prejudicados, o que afeta e descredibiliza a imagem de várias profissões.

 

Por estas e por outras razões que afetam Portugal como um todo, ou os sindicatos são criativos e arranjam formas alternativas de contribuir para os seus sindicalizados ou então a médio prazo o elemento de contestação social de greve irá descredibilizar socialmente os sindicatos e estes acabarão por perder influência ou até extinguir-se.

 

Empresário

pub

Marketing Automation certified by E-GOI