Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Opinião
Camilo Lourenço camilolourenco@gmail.com 17 de Novembro de 2019 às 21:30

Quando a estupidez se faz política 

Afinal o cidadão poupado, precavido, em vez de ser recompensado, vai ser duplamente penalizado: porque não gastou (ou gastou menos) e porque tem rendimentos de capital/prediais. Tudo porque aforrou.

  • Assine já 1€/1 mês
  • 34
  • ...

Imagine alguém (cidadão A) que ao longo dos últimos 20 anos de vida profissional poupou parte do seu rendimento. E que o pôs a render. Seja em aplicações financeiras (depósitos a prazo, fundos de investimento, fundos de tesouraria, títulos do Tesouro, etc) seja em bens reais: imóveis, por exemplo.

 

Negócios Premium
Conteúdo exclusivo para assinantes
Já é assinante? Inicie a sessão
Assine e aceda sem limites, no pc e no smartphone
  • Conteúdos exclusivos com melhor da informação económica nacional e internacional;
  • Acesso sem limites, até três dispositivos diferentes, a todos os conteúdos do site e app Negócios, sem publicidade intrusiva;
  • Newsletters exclusivas;
  • Versão ePaper, do jornal no dia anterior;
  • Acesso privilegiado a eventos do Negócios;
Ver comentários
Mais artigos do Autor
Ver mais
Mais notícias Negócios Premium
+ Negócios Premium
Capa do Jornal
Informação de qualidade tem valor. Invista. Assine já 1mês / 1€
Outras Notícias