Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Opinião por
Artigos de opinião deste autor

[784.] Fim

26.12.2018

Esta é a última edição desta coluna. O Manto Diáfano começou em 8 de Maio de 2003, quando o Jornal de Negócios iniciou a sua edição em papel e percorreu estes 15 anos também na versão online do Negócios. Foi na imprensa o único espaço semanal de análise e crítica de publicidade.

[783.] Anúncio de perfumes no Natal

19.12.2018

Os anúncios de perfumes são daqueles que precisam de convidar à compra sem quererem transmitir uma única informação sobre o produto: um líquido com cheiro.

[782.] Dolce & Gabbana: desastre na China

12.12.2018

O desastre de comunicação de Dolce & Gabbana na China é uma lição sobre os limites da globalização e a incúria dos publicitários na previsão das reacções dos consumidores empoderados do nosso tempo.

[781.] Narrativas de Natal: Nos, Vodafone, Meo

09.12.2018

Três empresas grandes e ricas, não por acaso de telecomunicações, fizeram anúncios longos de Natal em narrativas melodramáticas com relação subliminar aos seus serviços.

[778.] O futuro explícito: Mercedes-Benz, Huawei

14.11.2018

E lá voltamos ao futuro. A função da publicidade é atirar o consumidor para o futuro da compra, mas não parece necessário que esteja sempre a invocá-lo directamente - por já não saber o que dizer.

[777.] O regresso das caras conhecidas

08.11.2018

As caras conhecidas garantem uma primeira reacção, fisiológica, de reconhecimento. Depois, consoante o seu carácter e aparência, associam prestígio, humor, beleza, valores de elite ou do povo, e emoções várias que originem empatia do maior número no público-alvo das campanhas.

[776.] Adelaide e Aida

24.10.2018

São hoje tão raros os anúncios em registo irónico que merece destaque o do vinho Adelaide, da Quinta do Vallado. Fez-me lembrar, não Adelaide, mas a minha velha conhecida Aida.

[775.] Jeep

21.10.2018

Um comprador de um Jeep que trabalhe 240 dias por ano e tenha 125 dias de férias, feriados e fins-de-semana, lembrar-se-á mais dos dias de lazer do que dos dias de trabalho. É o que está neste anúncio.

[774.] Nike: Ronaldo, Kaepernick

14.10.2018

Se o caso Ronaldo assumir gravidade, arrasta o desprestígio da marca e antecipa perda de vendas. Daí a "preocupação". Com a campanha de Colin Kaepernick, antecipou vendas. E elas vieram.

Ver Mais
Mais lidas
Publicidade
pub
pub
Publicidade
C•Studio