Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Opinião

O Action-man e o Pac-man

A batalha de Trafalgar mudou, para sempre, a balança do poder na Europa. 200 anos depois a Grã-Bretanha assume a presidência da União Europeia. Muito possivelmente vamos assistir a uma Trafalgar II nos próximos seis meses.

  • Partilhar artigo
  • ...

Blair tem uma mensagem sonora para o velho continente: ou moderniza-se ou desaparece. Uma terapia de choque que aplicou, com sucesso, ao Labour, quando o colocou no centro político como a «terceira via», limando as suas tentações operárias e vestindo-o com um fato de executivo. Blair quer ser o «Action-man» da Europa e derrotar o «Pac-man» da França que apenas quer continuar a comer o orçamento para alimentar a agricultura.

Qualquer pessoa com bom senso entende isso. Menos, claro, a burocracia de Bruxelas fechada na sua torre kafkiana. A Europa gasta sete vezes mais na PAC do que no conjunto da ciência, tecnologia e educação. Isto é, a modernização e a competitividade são os parentes pobres da UE. Blair, ao contrário de Thatcher, acredita na Europa. Mas quer ser a plataforma giratória entre uma Europa que vai vivendo a duas velocidades, os EUA, e as emergentes China e Índia. Se o «Action-man» vencer talvez a Europa sobreviva apesar dos «Pac-man» de serviço.

Ver comentários
Mais artigos do Autor
Ver mais
Outras Notícias