Conteúdo exclusivo para Assinantes Se já é assinante, faça LOGIN
Fernando  Sobral
Fernando Sobral 27 de novembro de 2014 às 00:01

O barril de pólvora

Portugal está sentado em cima de um barril de pólvora. O desastrado Coiote usava-os na perseguição ao Papa-Léguas, só que normalmente era ele que explodia. Mas os desenhos animados permitiam que o Coiote renascesse sempre.

Portugal talvez tenha mais dificuldades em ressuscitar deste ano em que a "destruição criativa" prometida pelo Governo está a transformar-se numa "destruição maciça". Sócrates não consegue ser

Conteúdo exclusivo para Assinantes Negócios Premium
Assine e aceda sem limites, no pc e no smartphone Assinar por 1€ por 1 mês
Notícias só para Assinantes
Análise, informação independente e rigorosa..
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia.
Notícias e conteúdos exclusivos no website e aplicações móveis
Newsletter diária exclusiva para assinantes
Acesso ao epaper a partir das 23:00
Saiba mais
pub

Marketing Automation certified by E-GOI