Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Opinião
Fernando Sobral - Jornalista fsobral@negocios.pt 21 de Outubro de 2005 às 13:59

Obviamente demiti-me!

Não se entende como o sr. Dias da Cunha demorou tanto tempo a vislumbrar o óbvio. Que estava a mais num «projecto» que desde há um tempo comprou a patente do Titanic para conseguir perpetuar a sua «performance». O Sporting desta temporada é um verdadeiro

Empurrado pelo «sistema», o sr. Dias da Cunha. Antes tinha aceite a demissão do sr. Peseiro e do sr. Andrade. O sr. Meireles, que não sabia nada de futebol, conforme disse quando entrara na SAD leonina, tornou-se o seu líder. Está assim desmontado o grande problema do Sporting: um presidente que julgava que era Dom Quixote, um treinador que era um verdadeiro Sancho Pança dos jogadores e uma série de rapazes com um largo currículo a fazer tudo menos gerir futebol. A implosão era uma questão de tempo. Só a teimosia do sr. Dias da Cunha, que tinha de mostrar o seu cachecol nos jogos do Sporting, entre duas tiradas contra o «sistema», é que conseguiam iludir o desastre em que se tornou o futebol profissional leonino.

O «projecto» do sr. Roquette está agora à vista, através dos seus sucessores: uma mão com nada e a outra cheia de nada. Só não se entende como o sr. Dias da Cunha demorou tanto tempo a vislumbrar o óbvio. Que estava a mais num «projecto» que desde há um tempo comprou a patente do Titanic para conseguir perpetuar a sua «performance». O Sporting desta temporada é um verdadeiro pavor, como já se tinha visto contra o Paços de Ferreira. Ninguém mandava. Especialmente no banco.

Viu-se contra a Académica. O sr. Sá Pinto que começou como defesa direito, depois de não ter pernas para travar o extremo dos «estudantes», mandou recuar o sr. João Alves para o seu lugar e andou de um lado para o outro a mostrar que era o «patrão» da equipa. Foi devido a coisas fabulosas como esta que o sr. Dias da Cunha, num momento de humildade terrena, disse que se o Sporting fosse seu o sr. Peseiro continuava para continuar o «projecto». Qual? Ninguém sabe, a começar pelo sr. Cunha, o sr. Peseiro, o sr. Meireles e por tantos que foram destroçando o Sporting nos últimos anos. A teoria da conspiração pode ajudar a explicar isto. Eles estavam no Sporting para o afundar.

Ver comentários
Mais artigos do Autor
Ver mais
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio