Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Opinião
Fernando Sobral fsobral@negocios.pt 12 de Julho de 2015 às 20:26

Os idos de Julho

Graças a Shakespeare, os idos de Março ficaram para sempre ligados ao assassínio de Júlio César e às profecias da ruína e destruição. César queria o poder permanente, eliminando o tradicional governo republicano de Roma.

  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...

A sua morte não alterou o rumo da hegemonia do poder à volta de um homem-forte, cercado pela sua guarda pretoriana e aliado aos maiores interesses pessoais. Não deixa de ser curioso como os idos de Março era a data-limite para pagar as dívidas. Nestes idos de Julho discute-se se a vontade democrática na Grécia não irá dar lugar a uma Europa mais tutelada por um centro forte (a Alemanha), onde quem prevarique possa sofrer a inclemê

...

Negócios Premium
Conteúdo exclusivo para assinantes
Já é assinante? Inicie a sessão
Assine e aceda sem limites, no pc e no smartphone
  • Conteúdos exclusivos com melhor da informação económica nacional e internacional;
  • Acesso sem limites, até três dispositivos diferentes, a todos os conteúdos do site e app Negócios, sem publicidade intrusiva;
  • Newsletters exclusivas;
  • Versão ePaper, do jornal no dia anterior;
  • Acesso privilegiado a eventos do Negócios;
Ver comentários
Mais artigos do Autor
Ver mais
Mais notícias Negócios Premium
+ Negócios Premium
Capa do Jornal
Informação de qualidade tem valor. Invista. Assine já 1mês / 1€
Mais lidas
Outras Notícias