Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Opinião
Fernando Sobral fsobral@negocios.pt 02 de Novembro de 2004 às 13:59

Rantanplan e o Governo

Muitas vezes é difícil distinguir um Governo em acção de um em inacção. Desta vez sente-se: o suor pinga da testa do executivo.

  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Resta saber se é pelos melhores motivos para o país. O Governo gasta a energia onde ela era dispensável. E poupa nos neurónios. Só que, com tanta poupança, duvida-se que eles existam.

Pela primeira vez na sua existência, o PS ganha votos quando está calado. O Governo fala por si e pela oposição. E vai abrindo o buraco onde, heroicamente, se vai enterrando.

O grande estratega político de José Sócrates é Pedro Santana Lopes: devido aos erros que comete e que deixa cometer. O Governo é como uma árvore em período de Outono. Abana-se e todas as folhas caem. Um dia começam a cair os ministros.

Parece que o executivo olha à volta e não sabe distinguir o que é essencial do que, não sendo acessório, deveria ser gerido com tacto e uma eficaz diplomacia bizantina. Mas não é isso que acontece. Cada vez que olha para um alvo, o Governo salta e cai ao lado do problema.

O temível Rantanplan também é assim.

Ver comentários
Mais artigos do Autor
Ver mais
Mais lidas
Outras Notícias