Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Opinião
Filipe Garcia 27 de Julho de 2010 às 11:47

"A Arte da Guerra"

Há alguma responsabilidade em comentar a "Arte da Guerra", não fosse este um dos livros mais lidos e citados em toda a História.

  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
Trata-se de uma obra que, ao longo dos tempos, tem inspirado políticos, militares, empresários e todos os que se deparam com o conflito nas suas vidas.

"A Arte da Guerra" é uma obra de cariz bélico, na qual se pretende transmitir princípios elementares de disputa militar. Porém, pode ser lida para além desse tema, permitindo uma leitura de largo espectro, abrangendo quase todas as situações de confronto, estratégia e liderança.

O livro não terá sido escrito pelo punho do próprio Sun de Wu (ou Sun Tzu), que era um conselheiro militar profissional, mas pelos os que assistiram às suas conversas com os governantes de então, num período histórico de guerras frequentes no vasto território onde hoje é a China. A linguagem é fria e objectiva, exigência dos temas associados à morte e à guerra.

As diversas traduções disponíveis apresentam diferenças significativas, pelo que se aconselha ao leitor a procura de um texto que lhe pareça ser mais coerente (foi o que fiz, comparando três versões).

Em "A Arte da Guerra" começa-se por abordar a importância da estratégia e de como o desfecho de uma guerra é fácil de prever, bem antes de o conflito se concretizar. Depois, fala-se de outros aspectos essenciais à sua preparação, como as tácticas militares, alianças, a análise de pontos fortes e fracos, a organização e disciplina do exército, características dos comandantes e a utilização de espiões.

Cada um terá a sua leitura pessoal de "A Arte da Guerra", sendo inevitável a ligação a situações já vivenciadas ou do conhecimento de cada um. Mas há algumas ideias que ficam muito claras, como a necessidade de desfechos rápidos, quando se deve atacar ou retirar e que, o melhor, é vencer sem sequer combater. Porque a inteligência está na essência de pelejar.







Autor:
Sun de Wu (Sun Tzu)
Editora e Data: Frenesi - 2006 (Edição consultada). Original de 4 A.C.
Frase: "A maior das excelências é subjugar o inimigo sem mesmo combater"
Palavras-chave: "Tao/Via"; "Vantagem"; "Organização"; "Estratégia"; "Antecipação"
Apreciação: ****






Economista da IMF, Informação de Mercados Financeiros
filipegarcia@gmail.com





Ver comentários
Mais artigos do Autor
Ver mais
Outras Notícias