Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Opinião
João Quadros 30 de Setembro de 2011 às 11:44

O homem que via passar as vacas

Quando fui informado que o nosso Presidente ia aparecer na televisão pensei que Aníbal ia falar sobre o fim das touradas na Catalunha.

  • Assine já 1€/1 mês
  • 5
  • ...
Quando fui informado que o nosso Presidente ia aparecer na televisão pensei que Aníbal ia falar sobre o fim das touradas na Catalunha. Tenho a opinião de que Cavaco devia largar o Facebook e passar a publicar as suas ideias no almanaque "Borda D'Água".

Quando ouvi a entrevista, percebi que o nosso Presidente, desta vez, ia fugir aos temas bucólicos e que considerava encerrado o dossiê sobre a poda do fruto da árvore graviola. Surpreendentemente, Aníbal vinha anunciar o Plano Cavaco para a Europa.

O que se passou é fácil explicar. Cavaco viu Passos Coelho na ONU, Durão no Estado da União e (ó ignomínia!!!) Portas aos beijos a Hillary Clinton, e não aguentou. Ele quer-nos fazer crer que é a rainha de Inglaterra mas não quer ser tratado como tal.

Cavaco deu esta entrevista porque precisava de um espaço para expor a sua teoria para a resolução da crise financeira europeia. Também queria os seus 15 minutos de fama. A TVI, e a Judite Sousa, foram o "Speaker's Corner" de Aníbal; até havia imenso barulho de fundo de trânsito e tudo.

Aníbal também tem um plano que põe o BCE a fazer mais do que já faz e outras coisas que poucos perceberam - Portugal tem um professor de economia e finanças como Presidente quando precisava de um padre. "Infelizmente", o discurso do estado da União Europeia e as propostas de Cavaco têm o mesmo impacto, e sucesso, na UE , que a nossa canção no eurofestival da canção.

Há pouco mais a acrescentar. Questionado sobre a Madeira, fugiu para Valpaços - é muito mais zen - uns falam de mais sobre a Madeira, outros de menos.

Quis, de certa forma, acalmar os portugueses em relação ao futuro do País. Mas como diz "desvio de dois biliões", em vez dos habituais dois mil milhões, as pessoas entram em pânico porque parece muito mais dinheiro.

Voltou a repetir que nos alertou, em escritos, desde em 2005, para o que ia acontecer com o País, mas acrescentou que ficou surpreendido com o desvio da Madeira; e só soube a quando do relatório do INE. Será que o "dedinho que adivinha tudo" de Cavaco só tem rede no continente?

Disse, também, que a troika talvez tenha ido longe demais nas exigências… aos pobres? à classe média? aos reformados? Errado (só tinham três tentativas). Cavaco acha que foram longe demais com as exigências à banca, essa classe tão desprotegida. Até foram capazes de, imagine-se, fazer exigências aos bancos portugueses que não fazem aos bancos de outros países… Os bancos na Alemanha têm a vida mais facilitada que os nossos, como é que é possível?! Eu, às vezes, pobre português reduzido a lixo, entro numa dependência do BCP só para ficar a cheirar a triple A.

A certa altura afirmou que demitiu o primeiro-ministro - é o que Angela Merkel chamaria um "Fehlleistung", ou lapso freudiano.

Terminou sossegando-nos a todos, com o anúncio que, dada a situação do País, vai convocar o Conselho de Estado para Outubro - que pena já lá não estar o Dias Loureiro, era dos poucos que sabia como arranjar dinheiro em pouco tempo.

Se fosse obrigado a destacar uma frase da entrevista do nosso presidente, escolhia - 2012 é um ano de resistência - aí, finalmente, é capaz de ter razão…



9 vacas magras

1.
Segundo a contagem do PSD, faz 100 dias de Governo e 93 que começou a crise europeia.
2. Estou a actualizar o meu humor: "estava um alemão, um francês e um portuguesinho …"
3. Suicidas não confiam na velocidade anunciada para o novo TGV.
4. O PSD tem discurso neutrino: regressam facilmente ao tempo de Sócrates, e daí para a situação actual, saltando o tempo de campanha eleitoral.
5. Estado corta 500 euros aos melhores alunos - PT paga a idiota que anda de skate na estrada para fazer anúncios. Espero que as empresas estejam atentas ao cancelamento da verba agora que o Estado promete 420 a quem empregar.
6. Espero que diminuam a TSU das empresas do empresário das orgias, porque ele arranja emprego a muita gente.
7. Para mim, o melhor membro do Governo, até agora, foi o Eduardo Bairrão.
8. A entrevista do "trader" da "City" Alessio Rastani à BBC deu que falar - é claramente um personagem inventado: o nó da gravata é uma tentativa falhada de um príncipe de Gales, que os "traders" dominam.
9. Cada vez que vejo uma estrela cadente desejo que o Rastani não sonhe com a recessão.

Ver comentários
Mais artigos do Autor
Ver mais
Outras Notícias