O que se passa na Europa?

07.05.2018

O impulso monetário está a desvanecer-se (presumivelmente devido à redução do ritmo de compras mensais de dívida por parte do BCE), o que se nota no abrandamento do crédito às empresas e às famílias.

Tensões entre EUA e China não vão desaparecer

23.04.2018

Se a China irá assumir predomínio global ou não, só o futuro dirá. Mas há uma coisa de que podemos estar certos: os EUA, sobretudo se sob o comando de D. Trump, não irão tragar esta ambição hegemónica da China de ânimo leve.

Magnanimidade à chinesa 

16.04.2018

Não é magnanimidade, muito menos capitulação: é estratégia, retirada do mais puro cânone chinês.

A natureza mecanicista dos ciclos económicos

09.04.2018

Taxas de juro artificialmente baixas estimulam o crédito e induzem níveis excessivos de consumo e investimento inadequado. O resultado é a aceleração do PIB e a subida da inflação.

Sem ordem nem simetria 

12.03.2018

Tanto estímulo orçamental em cima de um ciclo expansionista já longo constitui um risco inflacionista que a Reserva Federal não pode ignorar.

O retorno da volatilidade

15.02.2018

Se o movimento de subida das taxas de juro se consolidar ou intensificar, mais tarde ou mais cedo começarão a aparecer fraturas no complexo financeiro das empresas e dos estados mais endividados.

Da crise de Merkel à reforma de Macron

29.01.2018

O mérito de Macron na promoção ativa da federalização da política orçamental europeia é inegável, como o é o de Merkel na sustentação passiva de um projeto político que nunca veria a luz do dia sem a sua chancela.

Ver Mais