Luís Todo Bom
Luís Todo Bom 04 de março de 2013 às 00:01

O segredo da Portugal Telecom

A Portugal Telecom (PT) é, reconhecidamente, uma das maiores e melhores empresas de Portugal, sendo considerado uma "sorte" fazer parte dos seus quadros.

Actuando num sector globalizado e altamente competitivo, quais são os segredos para esta "sorte" e sucesso da empresa?


Tentarei partilhar, com a isenção possível, face à minha ligação à empresa, as razões que presidem a este posicionamento.

• A reestruturação do sector e da empresa foram efectuados, com a rapidez e profissionalismo que se exigem a este tipo de operações, seguida de imediato, de um processo de privatização, em mercado internacional, no momento adequado, ou seja, antes do início do processo de liberalização do mercado europeu das telecomunicações.

• A existência de uma consonância estratégica entre os principais accionistas, que tem permitido à empresa seguir um processo estratégico coerente, estruturado e tecnicamente sustentado no âmbito das tecnologias, produtos, serviços e mercados.

• A concentração dos cinco CEO, responsáveis pela orientação da empresa desde a sua criação, na sua gestão estratégica e operacional, em vez de se dedicarem a dizer mal dos seus antecessores e sucessores, garantindo, deste modo, a estabilidade e continuidade estratégica da organização.

• A resiliência e capacidade de defesa dos interesses da empresa, por parte das diferentes administrações, na sua relação com o mercado, reguladores e concorrentes, sendo marcantes neste processo a recusa da OPA hostil que teria destruído este projecto e a solução encontrada para o spin-off da TV Cabo.

• Uma atitude internacional nos negócios da empresa, garantindo o seu posicionamento estratégico nos vários continentes e a criação de valor para os accionistas, sendo especialmente relevante o processo de criação e alienação da Vivo e os novos investimentos no Brasil e em África.

• A compreensão detalhada e optimização dos parâmetros de competitividade deste negócio, que se suporta na permanente actualização tecnológica e na qualidade de serviço. A PT é hoje uma referência internacional na adopção de novas tecnologias, na inovação e na sua adequação às necessidades dos clientes, como prova o sucesso do último produto MEO M40.

Os "segredos" da PT são, assim, fáceis de explicar e passíveis de serem replicados por outras organizações.

Se olharmos para o panorama português, facilmente encontramos exemplos de empresas com brutal perda de valor por força de reestruturações e privatizações adiadas, dissonâncias estratégicas entre accionistas, CEO medianos, mas especializados na "má língua", uma atitude paroquial e de concentração no mercado interno, defesa incompleta dos interesses da organização e incapacidade para acentuarem as variáveis de competitividade, suportadas, sempre, na tecnologia e na inovação de produtos e serviços.

Porque, na realidade, a "sorte" dá imenso trabalho e exige imenso estudo e dedicação.

Professor Associado Convidado do ISCTE
Assina esta coluna mensalmente à segunda-feira

pub

Marketing Automation certified by E-GOI