Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Opinião
Manuel Caldeira Cabral 20 de Julho de 2015 às 19:03

Até breve

Com esta crónica interrompo uma colaboração iniciada em 2007. Esta pausa deve-se a ter aceitado o desafio de ser cabeça de lista pelo partido socialista no Distrito de Braga, onde vivo.

  • Assine já 1€/1 mês
  • 15
  • ...

Participei no grupo de economistas que desenhou o cenário macroeconómico e estive envolvido na discussão e elaboração do programa do Partido Socialista. Mas assumir encabeçar a lista do PS no terceiro maior distrito do país é um passo diferente. É dar a cara por um projecto alternativo de governo para Portugal. É assumir uma responsabilidade partilhada de fazer uma mudança de política que o país precisa, garantindo os compromissos assumidos no programa e no cenário macroeconómico de equilíbrio e estabilidade. É estar de corpo e alma com o sucesso de um projecto. E isso diminui a disponibilidade, a capacidade de distanciamento de análise e de opinião, que como cronista sempre gostei de ter.

 

Nestes oito anos escrevi mais de 200 artigos. Uns centrados em marcar posição, como é próprio de colunas de opinião, outros de análise, com gráficos, quadros e dados que, com a ajuda da equipa do Jornal de Negócios, tentei que fossem o mais sintéticos possível. Uns sobre temas de actualidade, aos quais não se pode fugir num jornal diário. Outros sobre temas menos dependentes da actualidade, mas igualmente importantes, como a política de ciência ou de cooperação, sobre estratégia e tendências na internacionalização, ou mesmo sobre temas como a gestão dos parques naturais, as praxes académicas, ou o problema económico do jornalismo, num mundo em que a informação tem cada vez mais valor, mas em que quem cria conteúdos tem cada vez maior dificuldade em se apropriar do valor criado por estes.

 

Este conjunto de artigos, em paralelo com a minha participação em inúmeros programas de televisão e de rádio, e em conferências e seminários, significam que a minha opinião sobre muitos dos temas e desafios que a sociedade portuguesa enfrenta é conhecida, dos leitores do Jornal de Negócios e dos eleitores do distrito de Braga.

 

Resta-me agradecer o interesse e paciência dos leitores, os comentários com críticas construtivas e a confiança depositada em mim pelo Pedro Guerreiro, renovada pela Helena Garrido, e o apoio que sempre tive da Elisabete Monteiro e da restante equipa para garantir que as minhas crónicas, às vezes demasiado grandes, com demasiados quadros, ou que chegavam demasiado tarde, chegassem até aos leitores nas melhores condições. A todos muito obrigado.

 

Professor no departamento de Economia da Universidade do Minho

Ver comentários
Mais artigos de Opinião
Ver mais
Outras Notícias