Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Opinião
Carlos Albuquerque 29 de Setembro de 2014 às 20:40

A banalidade dos tempos

O debate interno está reduzido a generalidades. Às demagogias do facilitismo. À superficialidade nas análises e propostas. À fulanização das polémicas. À defesa de benefícios particulares na mentira dos argumentos.

  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...

 

A FRASE...

 

"Nada ficará como dantes"

 

Miguel Sousa Tavares, Expresso, 27 de setembro de 2014

 

A ANÁLISE...

 

O debate constitucional é nulo. Fica no disputa salarial. Na proteção dos interesses instalados. Nos apelos ao Tribunal Constitucional. Sem pensar no futuro do país. No modelo constitucional dos nossos filhos. Na adaptação dos princípios à evolução das sociedades. Na criação de consensos fundamentais.

 

Na política, vale a discussão pessoal. Do A para o P. E para o outro P e o outro A. E para outros fora da primeira fila. Fica-se em austeridade e aumento de impostos. Disputam-se soluções simplistas. Propõem-se caminhos sem final feliz. Promessas utópicas. Modelos ultrapassados. Sociedade presa ao Estado. Que dela vive. E dela se alimenta.

 

Na economia, vencem os exportadores. Que nos trazem o melhor. Mas sofre o sistema financeiro. Numa crise de tempo longo. Onde se discute a vaga mais alta. Mas se regula à bolina da última onda. Esquece-se o essencial. O facilitismo monetário como fonte das crises. A organização estrutural e os seus incentivos perversos. A rigidez cambial e a inflexibilidade das normas internas. A intervenção do poder central. 

 

Há felizes exceções. Mas, no fundo, quase tudo ficará como dantes. Mudam-se as estações. Mas não se mudam as vontades. Para nosso mal. Manter-nos-emos na vulgaridade dos propósitos. E na banalidade dos tempos.

 

Este artigo está em conformidade com o novo Acordo Ortográfico. 

 

Este artigo de opinião integra A Mão Visível - Observações sobre as consequências directas e indirectas das políticas para todos os sectores da sociedade e dos efeitos a médio e longo prazo por oposição às realizadas sobre os efeitos imediatos e dirigidas apenas para certos grupos da sociedade.


maovisivel@gmail.com

Ver comentários
Mais artigos do Autor
Ver mais
Mais lidas
Outras Notícias