Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Opinião
Carlos Albuquerque 16 de Junho de 2014 às 18:26

A ilusão das aparências: consumo interno e exportações

O Banco de Portugal (BdP) projetou o crescimento da economia de 1,1%, para 2014.

  • Assine já 1€/1 mês
  • 5
  • ...

A FRASE...

 

"Procura externa líquida volta a prejudicar crescimento económico"

Público, 10 de junho de 2014

 

A ANÁLISE...

 

Resulta de um valor positivo de 1,4% na procura interna (consumo, investimento e gastos públicos). E de um valor negativo na procura externa de -0,3% (exportações menos importações).

 

Os dados parecem claros. Mas incompletos. E o BdP vai mais longe. Calcula a procura interna líquida e as exportações líquidas (deduzindo a ambas as importações respetivas). E os novos valores dão-nos outra visão. Radicalmente diferente. A procura interna líquida responde apenas por 0,3% do crescimento em 2014. As exportações líquidas correspondem a 0,8% do valor previsto. Assim, as exportações geram mais de 70% do crescimento em 2014. E o consumo interno menos de 30%. E o cenário mantém-se próximo em 2015 e em 2016. As políticas keynesianas de dinamização pura do consumo esquecem-se que os mercados hoje são abertos. E que consumir é também importar. Nos bens alimentares, cerca de 60% serão importados (estudos do BdP). No consumo de bens duradouros serão de cerca de 90% vindos do estrangeiro. Fomentamos o consumo interno. Mas quem cresce são os outros. Iludimo-nos com as aparências. E perde o país.

 

As exportações geram o desenvolvimento virtuoso do consumo e da economia. Em mercados onde o que conta é a capacidade de inovar. De competir. De lutar de forma aberta. Onde Keynes não está. Mas onde estão os empreendedores. Empresários e trabalhadores. Indivíduos. Com visão. E com futuro. E ganha o país.

 

Este artigo de opinião integra A Mão Visível - Observações sobre as consequências directas e indirectas das políticas para todos os sectores da sociedade e dos efeitos a médio e longo prazo por oposição às realizadas sobre os efeitos imediatos e dirigidas apenas para certos grupos da sociedade.

maovisivel@gmail.com

 

Este artigo está em conformidade com o novo Acordo Ortográfico.

Ver comentários
Mais artigos do Autor
Ver mais
Outras Notícias