Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Opinião
Paulo Carmona 23 de Março de 2020 às 18:40

E o mundo digital acelerou

É a eficiência das reuniões, a flexibilidade na gestão do tempo e o forte impacto na mobilidade, tudo se junta para fazer um futuro de trabalho mais digital, mais on-line, que esta tragédia pandémica acelerou.

  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A FRASE...

 

"Temos de nos mobilizar para conter os efeitos da epidemia sem destruir todos os alicerces da nossa democracia e da nossa economia."

 

Daniel Oliveira, Expresso, 21 de março de 2020.

A ANÁLISE... 

 

Todas as alterações de formas de trabalho e relacionamento empresariais, motivadas por crises ou por guerras, vencendo resistências e rotinas, têm tendência a permanecerem quando trazem melhorias visíveis. Primeiro estranha-se e depois entranha-se, diria Fernando Pessoa. Por exemplo, uma das maiores e mais profundas alterações no mercado de trabalho americano apareceu devido à segunda guerra mundial.

 

Quando muitos operários foram recrutados para a guerra, as suas mulheres tiveram de os substituir nos seus postos de trabalho. Sem o salário garantido do marido, e com a falta de recursos humanos nas fábricas, entraram assim no mercado de trabalho para não mais saírem. Quando a guerra acabou, a sociedade verificou que não poderia mais prescindir do recurso laboral feminino, em muitas vertentes igual ou melhor que os homens, e que só algum atraso cultural teimava em manter afastado das fábricas. Acontecerá o mesmo quando acabar a pandemia.

 

As novas organizações de trabalho baseadas em teletrabalho e teleconferência, nas funções e empresas que as suportem, vieram para ficar. Até hoje apenas empresas tecnológicas, grandes consultoras e algumas telecoms, já insistem nessa modalidade em que o posto de trabalho é o portátil, seja em casa, no cliente ou na empresa. A vantagem que dão estas novas organizações digitais, que agora muitos são forçados a experimentar, são tão grandes que, depois de avaliadas, irão continuar. É a eficiência das reuniões, a flexibilidade na gestão do tempo e o forte impacto na mobilidade, tudo se junta para fazer um futuro de trabalho mais digital, mais on-line, que esta tragédia pandémica acelerou.

 

Este artigo de opinião integra A Mão Visível - Observações sobre as consequências diretas e indiretas das políticas para todos os setores da sociedade e dos efeitos a médio e longo prazo por oposição às realizadas sobre os efeitos imediatos e dirigidas apenas para certos grupos da sociedade.

maovisivel@gmail.com

 

Ver comentários
Mais artigos do Autor
Ver mais
Mais lidas
Outras Notícias