Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Opinião
Paulo Carmona 31 de Maio de 2021 às 20:25

Rui Rio, o manso

O que Rio não consegue entender, ou não quer, é que está a lidar com um PS que não é reformista, não quer reformas que lhe custariam o apoio essencial à esquerda, como bem o referiu no seu discurso de encerramento da conferência do MEL.

  • Assine já 1€/1 mês
  • 7
  • ...

A FRASE...

 

"O secretário-geral socialista, António Costa, defende na sua moção ao Congresso do PS a continuidade do diálogo à esquerda para assegurar a estabilidade política."

Diário de Notícias, 27 de maio de 2021

 

A ANÁLISE...

Bem prega Rui Rio sobre a urgência das necessárias reformas em Portugal, na justiça, nas políticas públicas e na competitividade, condições para criar riqueza, ausentes da estratégia e do discurso oficial do PS. E que tais reformas terão de ser feitas a partir dum entendimento entre o PS e o PSD com os dois terços de deputados necessários para as realizar, sabendo que reformar é cortar num lado e acrescentar noutro, com dor imediata e ganhos apenas a prazo. Daí que considera ser necessária uma oposição construtiva de forma a manter boas relações com o PS, bom diálogo, para que existam portas abertas para as ditas reformas. Percebe-se a boa intenção de Rui Rio, no superior interesse do país, mas algo naïf e desfasado da realidade. Faz lembrar aquela mulher ou homem traído no casamento que diz, face à traição, a culpa provavelmente é minha, faltou diálogo e compreensão. Quando ele(a) resolver regressar eu estarei aqui, melhor e pronta(o). O chamado manso.

 

O que Rio não consegue entender, ou não quer, é que está a lidar com um PS que não é reformista, não quer reformas que lhe custariam o apoio essencial à esquerda, como bem o referiu no seu discurso de encerramento da conferência do MEL, mas que tarda em assimilar nos seus atos. Como Luís Mira Amaral bem referiu no mesmo evento, no seu tempo de ministro havia um PS interessado no país, em dialogar para o bem comum. Hoje só há tática, vontade de permanecer no poder pelo poder, com habilidades, incompetência e muita baixeza. Rui Rio que apresente propostas de revisão, de reformas, mesmo sem o apoio do PS que, desengane-se, nunca virá, mostre um PSD reformista e serviço ao país. Avance. Tem muita matéria desenvolvida no seu CEN, sob a boa liderança de Joaquim Miranda Sarmento e onde tive a honra de modestamente colaborar, entre muitos outros. E os restantes partidos não socialistas terão certamente muito gosto em participar e dar o seu contributo, certamente. Isso seria MEL… Não serão aprovadas? Fica a semente. Tenha coragem.

 

Costa deu todos os ovos a comer à sua clientela e já está a dar de comer galinhas hipotecando o futuro. Reformar significa deixar de comer galinhas, comer menos ovos para comprar galinhas, a pensar no futuro. Nunca com este PM… 

 

Este artigo de opinião integra A Mão Visível - Observações sobre as consequências diretas e indiretas das políticas para todos os setores da sociedade e dos efeitos a médio e longo prazo por oposição às realizadas sobre os efeitos imediatos e dirigidas apenas para certos grupos da sociedade.

maovisivel@gmail.com

Ver comentários
Mais artigos do Autor
Ver mais
Outras Notícias