Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Opinião

Organize a sua ideia

Quando temos uma ideia de negócio, nem sempre é fácil organizá-la para apresentar a terceiros, sejam eles clientes, fornecedores ou investidores. A organização das nossas ideias é fundamental, não só para comunicá-las a outros, mas também para nos...

  • Assine já 1€/1 mês
  • ...


Se não tiver a ideia bem arrumada e planeada, o seu novo negócio vai correr riscos elevados de correr mal. Com um pouco de tempo e uma folha de papel, pode evitar alguns males.


Quando temos uma ideia de negócio, nem sempre é fácil organizá-la para apresentar a terceiros, sejam eles clientes, fornecedores ou investidores. A organização das nossas ideias é fundamental, não só para comunicá-las a outros, mas também para nos ajudar a estruturar melhor a nossa própria ideia e entender se existem lacunas que podem ser fatais.

Não devemos consumir mais do que uma simples folha A4 para organizar uma ideia. Os formatos podem ser muitos, como dividi-la em quadrados com um tema por cada um, através de um fluxograma ou, mesmo, em texto corrido com títulos por tema.

São nove os temas que devemos descrever, associados à ideia, acrescidos de três, caso o objectivo seja o de fazer uma apresentação a um investidor.

1. Faça o sumário executivo da ideia. É necessário explicar em que consiste a ideia, por pontos ou em texto corrido, e descrever, de forma geral, os seus méritos. Se for o caso, descreva que prémios ganhou com essa ideia ou comentários que tenha recebido por especialistas na área. Tente, por exemplo, conseguir uma frase de um director de uma empresa, onde a ideia se aplique, mostrando o reconhecimento que esse quadro mostra sobre o projecto.

2. Descreva a indústria em que quer actuar. Neste campo, descreva a indústria onde se insere a sua empresa, ou futura empresa, para aplicar a sua ideia. Pode, até, detalhar um pouco mais, explicando quais os segmentos da indústria em questão para justificar a oportunidade de negócio. Este ponto acaba por definir o seu cliente-alvo.

DICAS
1.
Pense a médio/longo prazo, como será o desenvolvimento da sua ideia no mercado para conseguir descrever os nove ou 12 pontos.


2.
Faça um plano de negócios para suportar as respostas apresentadas nos últimos três pontos (pontos para investidores).
3 . Identifique a oportunidade de mercado.
Identifique qual a oportunidade de mercado detectada para desenvolver a sua ideia. Para deixar este ponto mais bem fundamentado, pode fazer, ou encomendar, um inquérito sobre a aplicabilidade da sua ideia no mercado. Por exemplo, se quer comercializar uma televisão de bolso, pode fazer um inquérito para saber quem estaria disposto a ver televisão num ecrã tão pequeno e com um máximo de duas horas de autonomia, uma vez que é alimentado por baterias. Podia perguntar, também, que preço estariam os consumidores dispostos a pagar por tal equipamento.
4. Identifique o produto ou serviço. Identifique o produto ou serviço que oferece, de forma clara. Recomendo que o faça de forma sucinta e em separado, caso existam produtos e serviços em simultâneo. Recorrendo ao exemplo anterior, o produto seria uma televisão de bolso, por exemplo, com 30 canais, e o serviço podia ser a compra directa de videos.

5. Explique a tecnologia. Se existe tecnologia associada ao produto ou serviço, deve explicá-la um pouco mais. Deve separar o produto ou serviço da tecnologia. No primeiro caso, deve fazer a descrição dirigida ao utilizador do produto ou serviço. Na segunda situação, tem que falar para quem quer entender como pode chegar a esse produto ou serviço, como, por exemplo, o fabrico do televisor na China e o tipo de rede a usar para captar os canais.

6. Diga qual a estratégia para entrar no mercado. Este ponto é muito importante, porque a ideia pode ser boa, mas não ter o caminho bem traçado para chegar ao mercado. Identifique se pretende chegar ao mercado sozinho, com parcerias, ou apenas através de alguns clientes estratégicos.

7. Descreva o modelo de negócio para a comercialização. Como pretende comercializar o seu produto e/ou serviço? Exemplo: vai vender a televisão ou vai oferecê-la, associando a oferta a um programa de fidelização?

8. Quem é a concorrência. Em novas ideias sempre dizemos que não há concorrência, podendo até ser verdade, mas temos de acautelar o futuro do investimento e identificar, desde o início, quem será a possível concorrência e qual o seu grau: fraco, médio ou forte.

9. Revela a equipa. Empresas sem pessoas, não são nada. Defina quem é a equipa que vai impulsionar esta sua ideia, resumindo em três pontos as competências de cada elemento para o projecto em causa.

Agora, se pretende apresentar a ideia a um investidor deve incluir mais três pontos:

10. Explique qual o capital necessário. Quanto necessita e quando. Suporte-se na sua estratégia para entender quando é que vai necessitar de mais dinheiro e para quê.

11. Defina o "ponto de equilíbrio". Conhecido por "ponto de equilíbrio" ou "break even point", deve identificar o ano em que está previsto recuperar o investimento realizado.

12. Defina a estratégia de saída. Os investidores não ficam para sempre. É importante dizer-lhes qual é a sua estratégia de saída. Defina quando será possivel, a quem poderá ser vendida a empresa e a que preço estima vendê-la.

Eu já utilizei este método para as minhas diferentes ideias, e sempre que o faço demoro cerca de duas horas para completar esta folha. Com o preenchimento da folha, verá que começa a organizar a ideia e a detectar alguns pontos que afinal não tinha assim tão claros, ajudando-o a afiná-los e a concluir o "puzzle" perfeito.


Gostaria de receber a sua experiência e/ou opinião, através do "e-mail" jng@negocios.pt. Por favor, escreva "Organize a sua ideia" em assunto.

*Fundador e líder executivo da Zonadvanced


Ver comentários
Mais artigos do Autor
Ver mais
Outras Notícias