Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Opinião

Passar "the right message"

Saber comunicar é essencial na vida de um empreendedor. O percurso de Barack Obama é um bom exemplo daquilo que se pode alcançar com a mensagem certa.

  • Partilhar artigo
  • ...
Existe aquele jogo, do "passa a palavra", que normalmente começa com uma mensagem e termina com outra completamente oposta. Lembram-se certamente desse jogo dos nossos tempos de infância.

Apesar de ser apenas um jogo, ele mesmo passa uma mensagem clara, ou seja, a comunicação é das tarefas mais difíceis no nosso dia-a-dia. Comunicar não é fácil, e saber comunicar ainda é mais difícil.

Não basta comunicarmos com os nossos colaboradores, fornecedores ou clientes, mas temos também de saber como comunicar para passar "the right message".

Certamente já reparou, nas reuniões que celebra com os seus clientes, e onde tudo está a correr pelo melhor, incluindo com boas perspectivas para o negócio, que de repente, o cliente sai-se com uma pergunta à qual você não sabe dar uma resposta directa e clara. Hesita, contorna, mas não fica nada claro. Estes são por vezes alguns dos problemas na comunicação que nos pode matar o negócio. É preciso estar muito bem preparado para qualquer tipo de reunião, pelo mais simples que pareça, sob pena de nos destruir uma oportunidade.

Este é um problema comum, que só se consegue combater com anos de experiência, ainda assim sempre acontecem deslizes, e com uma boa preparação, fazendo-nos a nós próprios muitas perguntas simulando a nossa posição do lado do cliente. Não existe fórmula mágica para corrigir este desafio, mas pode ser melhorado com a nossa boa preparação.

Outro exemplo é, chegarmos a um cliente para tentar vender alguma coisa, mas termos o nosso conceito mal definido, o que levará o cliente a interpretar o nosso produto ou serviço de forma errada. Como por exemplo: o meu negócio está nas comunicações, mas se apresento esse conceito ao cliente, imediatamente me compara com os operadores de telecomunicações. Terei de transformar o meu produto ou serviço num conceito que não me conecte directamente à minha concorrência mais forte ou aquela que me pode destruir o produto ou serviço.

É importante definir um conceito que formate a cabeça do nosso cliente na direcção que nós queremos que ele se dirija, e não na direcção contrária e pouco conveniente para nós. Este tipo de comunicação é das mais difíceis, especialmente quando queremos "virar" a cabeça do cliente 180º para não comparar a nossa solução à da concorrência. Dou um exemplo: não será o mesmo dizer a um cliente que o nosso produto gere e optimiza a comunicação interdepartamental, que dizer que temos uma máquina a fazer chamadas e a enviar sms aos colaboradores para melhorar a comunicação entre eles. O objectivo é o mesmo, o conceito é diferente, e é a mensagem do conceito que devemos passar, caso contrário, e para este exemplo, teremos o cliente a comparar o preço da chamada e do sms, e não a valorizar o nosso produto e os ganhos que lhe pode aportar, ou seja, a melhoria na comunicação interdepartamental.

Obviamente que isto não se trata de um simples mudar de nome, ou de conceito, há que harmonizar o conceito e pô-lo a funcionar na direcção que queremos que ele funcione, não só na forma em como o cliente o percebe, mas também na forma em como ele actua funcionalmente dentro da organização.

Outro dos problemas na comunicação, está dentro de casa, ou seja na nossa própria empresa. Quanto maior a empresa, maior são os problemas de comunicação. Há poucos gestores que dão importância a este problema, mas garanto-lhes, por experiência no passado, em organizações que cresceram subitamente, que se a comunicação está devidamente cuidada numa empresa, a sua rentabilidade, imagem e performance é muito superior. Há uma comunicação básica que muitos não fazem e que tem de ser feita desde uma pequena ou micro empresa, que é o nosso objectivo como empresa. O que andamos todos lá a fazer? Para onde caminhamos? Se não sabemos esta informação básica, já temos um problema de comunicação que não ajuda a empresa a crescer. É o mesmo que estar no mar perdido a remar como um louco, sem saber para onde estamos a ir e o que realmente queremos encontrar.

Cuide a comunicação de si para os seus colaboradores, e de si para os clientes e fornecedores, caso contrário o seu negócio sairá afectado. Existem cursos de comunicação que podem ser do seu interesse. Às vezes são estes pequenos detalhes que lhe trazem a diferença. Veja-se o exemplo do Obama. Ele só é presidente dos Estados Unidos, graças ao excelente coaching que lhe deram na comunicação. Já pensou a volta que a vida dele deu, dando atenção a este pequeno detalhe "the right message".



Dicas


1. Quem bem comunica, impressiona e deixa uma boa marca pessoal e empresarial no mercado.

2. Não deixe a comunicação esquecida, porque ela garante grande parte da sua existência e rendibilidade como empreendedor.




Envie para o "e-mail" jng@negocios.pt
as suas questões, dúvidas ou experiências sobre "Passar 'the right message'"

*Fundador e líder executivo da Zonadvanced,
autor de "Ganhei!"



Ver comentários
Mais artigos do Autor
Ver mais
Outras Notícias