Paulo Querido
Paulo Querido 31 de maio de 2013 às 00:01

Austeridade atrasa crescimento do PIB americano (e desemprego volta a aumentar)

Tópicos – as palavras que fazem as notícias do mundo

1. Austeridade atrasa crescimento do PIB americano (e desemprego volta a aumentar) 

O crescimento do Produto Interno Bruto dos Estados Unidos para o primeiro trimestre situou-se 0,1% abaixo das previsões. Uma contrariedade que não veio só: o número de inscritos para o subsídio de desemprego voltou a aumentar inesperadamente na semana passada, com mais 10.000 desempregados para um total, já ajustado à sazonalidade, de 354.000.

 

E o crescimento do PIB à taxa de 2,4% tem outra particularidade: acelerou face ao trimestre anterior. Apesar disso, continua a ser manifestamente incapaz de alterar a situação no mercado de trabalho. O recuo significativo (4,9%) na despesa pública, por força dos cortes orçamentais impostos pelo Congresso, atrasou o crescimento. Vale que o consumo aumentou.

 

Os EUA vivem num quadro desequilibrado no qual a retoma apenas beneficiou uma minoria e não consegue impulsionar a economia. E entendem-se melhor as cautelas da Reserva Federal, cujos programas de estímulo terão de continuar.

 

 

 

2. AER LINGUS/RYANAIR

O braço de ferro continua. Apesar da pressão dos reguladores britânicos, a Ryanair assegurou que não venderá a sua parte na Aer Lingus. A Competition Commission entende que a participação de 29,8% da low cost na companhia de bandeira «enfraquece a competitividade» nas rotas entre a Inglaterra e a Irlanda. A decisão preliminar aponta para a venda. O que coloca mais um obstáculo à compra da totalidade da Aer Lingus, há meses tentada pela Ryanair.

 

 

 

3. SMITHFIELD FOODS

É a maior compra de sempre de uma empresa americana por uma chinesa. E por isso lançou a preocupação entre alguns políticos dos EUA. A Smithfield Foods aceitou ser comprada pela Shuanghui International Holdings por 4.700 milhões de dólares. O crescente apetite de uma classe média chinesa em ascensão e com poder de compra para acrescentar proteínas à dieta de vegetais está na origem da aquisição do maior produtor mundial de carne de porco.

 

 

 

 

"Tópicos" é uma ferramenta do Negócios que faz pesquisa inteligente das notícias de economia mundiais. Consulte e saiba mais em www.negocios.pt

pub