Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Opinião
Paulo Querido paulo@querido.pt 18 de Abril de 2012 às 23:30

Desemprego mais alto de sempre faz soar alarme na UE

Tópicos - as palavras que fazem as notícias do mundo

  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
1. Desemprego mais alto de sempre faz soar alarme na UE
O desemprego atingiu o seu ponto mais alto de sempre, avisou a Comissão Europeia. Em Fevereiro a taxa média entre os 27 países era de 10,2%. Os números estarrecem quem ainda se preocupa: o milhão e meio de empregos criados entre 2008 e 2011 é irrelevante contra os 6 milhões de empregos perdidos no mesmo período.

"Os atuais níveis são dramáticos e inaceitáveis", disse o comissário europeu do emprego, Laszlo Andor. Que ontem apresentou um conjunto de ideias, incluindo um salário mínimo "apropriado". O discurso oficial admite finalmente que o problema está longe de ser conjuntural, logo solucionável pelas empresas mal haja retoma, como tantos empresários gostam de ditar.

Andor falou de modificações estruturais profundas, como o envelhecimento da população e as mudanças tecnológicas. Faltou mencionar outros dois agentes significativos e sem paralelo na História: a transferência maciça de trabalho para o self-service e a deslocalização para a Ásia.



2. Citigroup
Mais de metade dos acionistas do Citigroup rejeitou a proposta de bónus de 15 milhões de dólares para o presidente executivo Vikram Pandit e outras compensações para os restantes administradores. O resultado da votação é preliminar e não tem força de lei, mas "é um assunto sério", reconheceu o presidente do banco. O Citigroup entra para a história como o primeiro banco americano a confrontar-se com esta revolta dos acionistas.



3. Warren Buffett
Aos 81 anos, o milionário não dava sinal de abrandar. Mas um cancro na próstata, agora anunciado, vai levá-lo ao tratamento por radiação. É um cancro dos menos maus: "os médicos dizem-me que nem sequer é debilitante", avisou Buffett em carta aos acionistas da Berkshire Hathaway. A doença vem reacender a questão da sucessão. O sucessor está escolhido mas a Berkshire não divulga o seu nome, procurando protegê-lo dos inevitáveis ataques mediáticos.



"Tópicos" é uma ferramenta do Negócios que faz pesquisa inteligente das notícias de economia mundiais. Consulte e saiba mais em www.negocios.pt
Ver comentários
Saber mais opinião nuvem
Mais artigos do Autor
Ver mais
Outras Notícias