Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Opinião

FMI não rima com ilusão

Tópicos as palavras que fazem as notícias do mundo

  • Partilhar artigo
  • ...
1. FMI não rima com ilusão
A Índia não tem ilusões. "As nações ricas não querem largar o poder no FMI, há poucas esperanças de sucesso de uma candidatura de alguma economia emergente", disse no fim de semana o Primeiro Ministro Manmohan Singh. O Grupo dos Oito também não tem ilusões: unanimidade em relação ao nome da francesa Christine Lagarde.

Que visita o Brasil em breve numa operação de charme que se deverá estender a outros emergentes. Ilusões, já as não tem a Irlanda. "Podemos ter de solicitar outro empréstimo" à troika, já que existirão problemas em voltar aos mercados de dívida para financiar o país dentro de 6 meses, disse o Ministro dos Transportes.

Segundo programa ou extensão do atual, isso fica para os técnicos. A campeã do realismo é a União Europeia, que hesita sobre se deve autorizar o quinto comboio de euros para a Grécia. As promessas gregas nem a meio caminho chegaram. Um problema cada vez mais longe da solução.



2. Goodluck Jonathan
Ascendeu a Presidente da Nigéria em 2010 por doença do então líder. Ontem foi empossado no cargo com maior legitimidade democrática, uma vez que venceu as eleições de Abril. Jonathan tem uma missão impossível: tornar o maior exportador de petróleo da África subsariana num país verdadeiro, mesmo que politicamente bipolarizado. Diz que vai começar pela rede elétrica, que não funciona.



3. Lockheed Martin
A sociedade de armamento e tecnologia militar que é a principal fornecedora do Pentágono americano confirmou ter sido alvo de um grande ataque informático. Um porta-voz classificou-o de "importante e persistente", garantindo no entanto que nenhum dado dos clientes foi comprometido. A Lockheed Martin fabrica mísseis, caças e até o veículo espacial mais recente comprado pela NASA. Não foi uma brincadeira de hackers, portanto.



“Tópicos” é uma ferramenta do Negócios que faz pesquisa inteligente das notícias de economia mundiais. Clique aqui e saiba mais

Ver comentários
Mais artigos do Autor
Ver mais
Outras Notícias