Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Opinião
Pedro Barbosa 09 de Abril de 2012 às 23:30

"O Cisne Negro"

"O Cisne Negro" é uma obra entre o livro de filosofia e o ensaio de gestão contemporânea.

  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...
"O Cisne Negro" é uma obra entre o livro de filosofia e o ensaio de gestão contemporânea.

Nassim Taleb define Cisne Negro como um acontecimento que reúne três atributos: raridade, impacto extremo e previsibilidade retrospectiva (presentes nas Grandes Guerras, no 11/09 ou no crash de 1929) - considerados fundamentais, na medida em que são os "saltos da evolução" (que não se dá com as pequenas mudanças iterativas). Taleb considera que o "mundo civilizado" trabalha segundo a falsa convicção que os seus instrumentos podem medir a incerteza e a previsão é uma ciência. O livro aborda de forma frontal a cegueira face à aleatoriedade, considerado um problema endémico de natureza social.

A lógica bem fundamentada de Taleb torna o que não sabemos mais importante do que sabemos ao ponto de considerar mais relevantes os livros que não lemos do que os que já lemos. É no não conhecimento que existe a probabilidade de ocorrência de um Cisne Negro, o factor que não está no espectro da previsão, abrindo-se assim caminho ao conceito "out of the box".

O autor postula que o risco é tanto maios quanta maios a segurança dos gestores e que a sorte não é um factor redundante. A consciência do que não se sabe é um ato de inteligência e o respeito uma variável de máximo valor. Taleb conclui ainda que o excesso de informação é tóxico e que devemos sempre procurar evidências de que aquilo que consideramos certo esteja afinal errado. Questiona-se permanentemente minimiza a falta segurança.

O livro, que tanto dá exemplos de Wall Street como cita Popper, Balzac e Dickens de forma recorrente, merece uma leitura calma e pausada, mas basta uma passagem pelo prólogo para se retirar o valor principal. Fundamentalmente, tomar consciência do que não se sabe e do risco e condicionamento que esse não-conhecimento pode proporcionar.








Autor: Nassim Taleb
Data: Abril 2007
Frase: "O surpreendente não é a magnitude dos nossos erros de previsão, mas o facto de não termos consciência dos mesmos"
Keywords: Cisne Negro; Previsão; Narrativa, Assimetria, Não-Conhecimento
Apreciação: ****











*Docente do IPAM
pbarbosa@gmail.com













Ver comentários
Mais artigos do Autor
Ver mais
Outras Notícias