Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Opinião
Pedro Fontes Falcão 19 de Maio de 2020 às 19:15

“Agora só tens de reinventar o negócio?!?”

Desde os pequenos agricultores que tentam usar plataformas de venda online até às muito grandes empresas, a colaboração pode ser muito vantajosa. Para isso, convém pôr a desconfiança de lado e avançar juntos. Não custa muito…

  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...

Nesta situação de crise repentina, forte e inesperada, as empresas têm de obviamente reagir para tentar sobreviver, ou, idealmente, mesmo prosperar.

Várias recomendações aos empresários e gestores surgiram de imediato. “Das crises surgem oportunidades”, dizem muitos. Uns usam umas recomendações mais técnicas, como “tens de encontrar uma estratégia ‘blue ocean’ posicionando-te num segmento de mercado onde não há concorrentes nenhuns”, e outros recomendam de forma mais abrangente e vaga “agora é preciso reinventares o negócio”.

No entanto, é preciso ter em conta que esta crise é marcada por muita incerteza, pelo que não se sabe como e quando vai acabar. E também é global e prejudica o fluxo de pessoas e carga (ou seja, no curto prazo dificilmente podemos contar com o expediente de tentar “desviar vendas”/exportar para novos países o que não estamos a escoar no mercado interno ou europeu). Ademais, pressionou de forma muito forte e inesperada a liquidez da generalidade das empresas e a sua capacidade de investir, o que aliado à preocupação em manter empregos e a própria empresa levou os gestores a terem um enfoque enorme no curto prazo e na sobrevivência da mesma e não em estratégias de médio-longo prazo.

Contudo, é verdade que numa situação difícil, as empresas devem procurar reagir e encontrar maneiras de se tentarem manter rentáveis. As recomendações que referi inicialmente devem ser vistas como um incentivo a realmente se procurarem oportunidades. Mas não podem ser feitas de forma leviana, passando a mensagem de que não me tenho de preocupar contigo, ou de que qualquer gestor consegue rentabilizar o negócio pois basta “usares uma varinha mágica e de repente reinventas o negócio” (reinventar é um conceito muito vago), seja uma micro, pequena, média ou grande empresa.

Um exemplo mais concreto de ação, embora infelizmente difícil em termos psicológicos na cultura portuguesa, é que a “união faz a força”. Ou seja, a colaboração entre empresas do mesmo setor ou entre setores pode contribuir para ultrapassar a crise. Desde os pequenos agricultores que tentam usar plataformas de venda online até às muito grandes empresas, a colaboração pode ser muito vantajosa. Para isso, convém pôr a desconfiança de lado e avançar juntos. Não custa muito…

Ver comentários
Mais artigos do Autor
Ver mais
Outras Notícias