Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Opinião
Ulisses Pereira ulissespereira@hotmail.com 07 de Março de 2016 às 10:26

Amigos à força

O Governo angolano não veria com bons olhos uma nova legislação, quase feita à medida para encostar Isabel dos Santos.

  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
Comente aqui o artigo de Ulisses Pereira

A semana passada na bolsa portuguesa ficou marcada pelas notícias que davam conta de uma tentativa de entendimento entre CaixaBank e Isabel dos Santos para a compra da posição da Santoro no BPI, por parte do grupo catalão.

Isabel dos Santos tem tido uma atitude de enorme inflexibilidade em todas as recentes questões em torno do BPI. Por esse motivo, pode parecer surpreendente esta sua disponibilidade para vender a sua posição no banco português. No entanto, a ameaça do Governo português em legislar sobre o fim das limitações de votos nas sociedades cotadas (algo que a CMVM já tinha recomendado) alterou por completo o cenário pois, nesse caso, o enorme poder que Isabel dos Santos tem no BPI seria desmantelado.

10 de Abril é o prazo-limite dado pelo BCE para o BPI reduzir a exposição a Angola. Se a data se aproximar sem entendimento à vista, o Governo acciona a bomba atómica mas, como qualquer arma desse calibre, os seus estilhaços têm também outras consequências. Neste caso, o Governo angolano não veria com bons olhos a nova legislação, quase feita à medida para encostar Isabel dos Santos.

Caso cheguem a acordo, é natural que o CaixaBank lance uma nova OPA sobre o BPI. Com base nessa expectativa, as acções voaram com a notícia. Curiosamente, a subida foi travada pela resistência dos 1,18 euros que, na análise que aqui deixei na semana passada, considerei a fronteira entre o "Bear" e o "Bull Market". Para alguns será coincidência, para mim é análise técnica.

Isabel dos Santos e o La Caixa parecem condenados a entender-se. Tudo tem um preço e a empresária angolana não gosta de vender barato. Mas, quanto mais o relógio andar, mais frágil a sua posição se torna.

Nem Ulisses Pereira, nem os seus clientes, nem a DIF Brokers detêm posição sobre os activos analisados. Deve ser consultado o disclaimer integral aqui


Analista Dif Brokers
ulisses.pereira@difbroker.com

Ver comentários
Saber mais Ulisses Pereira discos pedidos banca Bolsa
Mais artigos do Autor
Ver mais
Outras Notícias