Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Opinião

Emprestar dinheiro à senhora Merkel e deixar gorjeta

Há uma semana atrás, numa emissão de dívida a curto prazo, a Alemanha conseguiu financiar-se a juros negativos (algo que também já acontece com a Inglaterra).

  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
"Só tenho medo que o céu nos caia em cima da cabeça."
Abracourcix, chefe da aldeia gaulesa dos livros de Asterix


Há uma semana atrás, numa emissão de dívida a curto prazo, a Alemanha conseguiu financiar-se a juros negativos (algo que também já acontece com a Inglaterra). Face aos vários e-mails que recebi de leitores a questionarem-me sobre o interesse dos investidores em "emprestarem" dinheiro à Alemanha e ainda pagarem por isso, resolvi escrever este breve artigo.

Alguns leitores sugeriram que essa procura dos investidores teria a ver com o medo da desvalorização cambial do euro. Esse argumento não faz sentido, pois a emissão é feita em euros. A razão pela qual os investidores estão dispostos a pagar juros para terem obrigações alemãs prende-se com a desconfiança existente em relação a todas as instituições financeiras e Estados.

Um investidor que tenha milhões de euros, não sente segurança em colocar esse capital numa instituição bancária, por exemplo. Daí que reconheça em países como a Alemanha um dos poucos portos seguros no mar turbulento do Euro. Por isso, estão dispostos a ter dívida pública alemã, mesmo sabendo que no final da maturidade dessas obrigações vão receber ligeiramente menos do que tinham.

Chega quase a ser paradoxal que, em plena crise europeia, a Alemanha colha dividendos desse mesmo facto. Estou certo que os amantes das teorias da conspiração defenderão que a Alemanha está a dificultar a saída desta crise para conseguir ir tendo estes proveitos financeiros. Mas a Alemanha está verdadeiramente preocupada com a "Big picture" que, em caso de desfragmentação do euro, lhe poderá ser bem mais prejudicial e que farão que estes montantes que está a poupar em juros lhes pareçam meras migalhas.

Este é um mundo novo em que vivemos. Em que um Estado como a Alemanha precisa de se financiar e, além desse financiamento, ainda recebe uma gorjeta por isso. E, mais estranho ainda, não censuro nenhum grande investidor que tenha optado por esse bizarro investimento. É o preço da segurança.

Comente aqui o artigo de Ulisses Pereira

Nem Ulisses Pereira, nem os seus clientes, nem a DIF Brokers detêm posição sobre os activos analisados. Deve ser consultado o disclaimer integral aqui

Comentar artigo de Ulisses Pereira
Analista Dif Brokers
ulisses.pereira@difbroker.com
Ver comentários
Mais artigos do Autor
Ver mais
Outras Notícias