Ulisses Pereira
Ulisses Pereira 08 de abril de 2019 às 10:15

Soma e segue

Alguns defendem que, nas atuais condições, o mercado deveria estar ainda melhor. Outros advogam o inverso.
(Comente aqui o artigo de Ulisses Pereira)

Mais uma excelente semana para a Bolsa que continua a viver um ótimo 2019, com os touros a fazerem valer a sua força. Acho curioso que alguns consideram que, nas atuais circunstâncias económicas, o nosso mercado deveria comportar-se ainda melhor, enquanto outros advogam precisamente o inverso.

Os touros defendem que o mais baixo défice público da democracia portuguesa, a baixa taxa de desemprego no nosso país, juros próximos do zero, juros da dívida pública também em níveis historicamente muito baixos e com a economia a crescer há 5 anos consecutivos são fatores que justificariam que o PSI estivesse a um valor mais alto do que aquele em que se encontra. Os ursos argumentam que o desacelerar do crescimento económico, não apenas em Portugal como nos seus parceiros comerciais, o elevado crédito malparado e a incapacidade da economia portuguesa gerar crescimento forte num contexto em que tudo era favorável, fazem com que acreditem que os riscos para a economia portuguesa são grandes e que isso justificaria que a Bolsa portuguesa estivesse a valores mais baixos.

Estes podem ser debates muito interessantes intelectualmente, mas continuo a guiar-me pela objetividade dos gráficos. Depois do primeiro grande sinal de força dado pelo PSI em janeiro com a quebra da resistência entre os 5.000 e os 5.050 pontos, luta agora para quebrar a resistência entre os 5.250 e os 5.300 pontos. É verdade que, na semana passada, esteve ligeiramente acima mas ainda não é suficiente para considerarmos a resistência quebrada. A razão pela qual me refiro tantas vezes a esta resistência é que acredito que, caso seja quebrada, o mercado tem todas as condições para testar o máximo dos últimos 4 anos. E aquilo que tem sido um excelente arranque de ano, transformar-se-ia num primeiro semestre de sonho para a Bolsa. Têm a palavra os touros. 



Nem Ulisses Pereira, nem os seus clientes, nem a DIF Brokers detêm posição sobre os activos analisados. Deve ser consultado o disclaimer integral aqui


Analista Dif Brokers
ulisses.pereira@difbroker.com

pub

Marketing Automation certified by E-GOI