Ulisses Pereira
Ulisses Pereira 15 de julho de 2019 às 10:56

Uma oportunidade única para Portugal

Tentar maximizar a dívida emitida neste momento de ouro, sem “inundar” o mercado, é um desafio difícil.
Comente aqui o artigo de Ulisses Pereira

Sou um homem dos gráficos. Mas eles não se movem sozinhos ou por qualquer força magnética. São as pessoas que os fazem mover, fruto dos seus sentimentos, medo, ganância e visão sobre o futuro. E as decisões que serão tomadas sobre a política económica em Portugal condicionarão o futuro dos próximos anos da Bolsa portuguesa.

Durante muito tempo, ouvimos os políticos portugueses lamentarem-se do peso que os juros da dívida tinham no Orçamento do Estado, funcionando como um travão para qualquer progresso. A política agressiva do BCE e a melhoria da situação económica têm feito as taxas de juro da nossa dívida cair a pique e Cristina Casalinho tem feito um trabalho notável na colocação de dívida. Tem beneficiado de excelentes condições? Sem dúvida, mas tentar maximizar a dívida emitida neste momento de ouro, sem "inundar" o mercado, é um desafio difícil mas que tem sido feito com equilíbrio e mestria.

Portugal tem conseguido colocar dívida pública nas maturidades mais curtas a taxas negativas e a 10 anos quase a 0,5%. Conforme referi, Casalinho tem conseguido aproveitar ao máximo este momento, o que vai permitir a Portugal nos próximos anos poupar milhares de milhões de euros, um valor superior à maioria dos orçamentos dos nossos ministérios!

Se essa folga orçamental for utilizada para propaganda eleitoral ou para satisfazer interesses de potenciais coligações governativas, Portugal manterá o crescimento anémico. Se alguém tiver a coragem de utilizar este brinde para potenciar o crescimento, mesmo com custos eleitorais, aí isto vai muito além de política e a economia e o PSI agradecem. Cristina Casalinho fez o seu trabalho, o que os políticos farão disso decidirá o rumo da próxima década de Portugal.

P.S.: E enquanto vos escrevo estas linhas, os gráficos continuam a deixar-me otimista em relação à Bolsa portuguesa. Não lhes resisto.


Nem Ulisses Pereira, nem os seus clientes, nem a DIF Brokers detêm posição sobre os activos analisados. Deve ser consultado o disclaimer integral aqui


Analista Dif Brokers
ulisses.pereira@difbroker.com

Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI