José Paulo Esperança O fim do dinheiro 12.03.2019 José Paulo Esperança
O dinheiro não é eficiente. Basta ver o tempo que é consumido com a entrega de trocos, cada vez que pagamos um café. O setor financeiro vai tornar-se mais eficiente com a sua extinção e prestar um melhor serviço à economia real.
José Paulo Esperança Inteligência Artificial 12.02.2019 José Paulo Esperança
A Inteligência Artificial é suscetível de transformar a generalidade das atividades económicas de forma ainda difícil de prever. Os robôs podem revolucionar as atividades industriais e agrícolas, os drones o processo de distribuição e os carros autónomos podem tornar-se brevemente uma realidade.
José Paulo Esperança O futuro do sistema financeiro 08.01.2019 José Paulo Esperança
É possível que a generalização dos pagamentos por telemóvel, já comum em muitos países, venha a destronar a rede de máquinas ATM, do mesmo modo que a internet tornou obsoleta a rede Minitel, orgulho francês da década de 80.
José Paulo Esperança Impostos populares 11.12.2018 José Paulo Esperança
O protesto dos "coletes amarelos", reminescente da revolta estudantil de maio de 68, em que o governo do Presidente de Gaulle chegou a retirar-se de Paris, vem demonstrar que é fácil mobilizar a população francesa contra um novo imposto.
José Paulo Esperança O futuro das escolas de gestão 13.11.2018 José Paulo Esperança
Embora a aprendizagem presencial seja ainda quase hegemónica, o ensino a distância é fortemente potenciado pela crescente eficiência de sistemas de telecomunicações e pela internet, criando oportunidades consideráveis para as empresas tecnológicas.
José Paulo Esperança Humano ou natural: qual o melhor capital?  09.10.2018 José Paulo Esperança
Há poucas dúvidas sobre o impacto positivo da educação para o crescimento económico e o desenvolvimento social. O "capital humano" revela-se muito mais importante para o desenvolvimento dos países do que a abundância de recursos naturais.
José Paulo Esperança O desafio do cicloturismo 11.09.2018 José Paulo Esperança 39
O turismo consolidou-se como a principal atividade económica do país. Durante os anos da crise, continuou a crescer a um ritmo apenas semelhante ao do PIB chinês, em contraciclo com a economia nacional.
José Paulo Esperança Os limites do microcrédito   07.08.2018 José Paulo Esperança
Quando Muhammad Yunus atingiu um reconhecimento universal, previa-se que a experiência do Bangladesh alastrasse a todo o continente asiático e outras regiões com países pobres, nomeadamente em África e na América Latina.
José Paulo Esperança O drama da floresta 10.07.2018 José Paulo Esperança
A floresta sofre um problema fundamental: os benefícios que gera são um bem público, partilhado por todos, enquanto os custos da sua manutenção são privados, a cargo dos seus proprietários.

Marketing Automation certified by E-GOI