João Quadros
João Quadros 03 de julho de 2015 às 09:57

19-1 = 31

Finalmente, tivemos uma semana calma, em termos de notícias que nos podem causar preocupação.

Finalmente, tivemos uma semana calma, em termos de notícias que nos podem causar preocupação. Foi complicado arranjar um tema para esta semana porque, tirando o "default" da Grécia - que nada nos diz -, foram poucos os assuntos realmente importantes.

Infelizmente, há quem insista em dar importância ao problema da Grécia. Por mais que o nosso PM se preocupe com os seus coelhinhos e tente evitar sobressaltos e imprevistos (para que cresçam viçosos e saudáveis com o recheio fofo que só o profundo tédio e a cobardia podem dar), há teimosos que insistem em mexer com o medo e ir espreitar o Hitchcockiano acordo com a Grécia. Depois, admiram-se que têm pesadelos. Não façam isso, vejam que o nosso PM até cancelou a entrevista à SIC porque estava tudo a correr tão bem que já nem se justificava lá ir.

Os nossos cofres cheios trouxeram uma paz e segurança só vista antes de 74. Até o nosso bom velho Aníbal quis evitar que os netos se assustassem e tapou os olhos a todos, com uma subtracção que descansa qualquer alma: "A zona do Euro irá sobreviver com a mesma força que teve no passado, já que, apesar de acreditar que a Grécia não vai sair, se isso acontecer ainda ficam 18 países."

Portanto, 19-1 = 18 , vale para batatas, esfregonas ou países da Zona Euro. Tanto faz. O importante é desvalorizar o tema. Mais que como professor de York, Cavaco falou como monge budista. Através das suas fórmulas de matemática Zen, o nosso PR tenta afastar os portugueses da dura realidade e levá-los para a espuma que os conduz ao nirvana. Seja através de uma fórmula de meditação bancária "o BES não é o GES, o BES está sólido", ou seja, BES-GES = sólido BES. Ou uma fórmula de relax-geoestratégico: 19-1= 18 sólidos e unidos países.

Cavaco Silva é o nosso Dalai Lama: uma pessoa incapaz de, apesar da idade, deixar de usar roupa laranja e que procura o lado metafísico da existência. Estou convencido de que os desmaios eram acessos de meditação e o sorriso das vacas, bucolismo transcendental.

Repare, o estimado leitor, que Aníbal não está preocupado com a Grécia mas, a China está... Isto demonstra a dimensão do nível de relaxamento a que chegou o nosso PR. Estamos a falar de chineses que dominam estas técnicas e que são conhecidos pela paciência. Estou convencido de que Aníbal podia andar descalço sobre a Grécia em chamas que não sentiria dor; nem a sua nem a dos outros.

Para o nosso Professor Doutor Mestre, a Grécia sai do Euro e vai para ali, para aquele canto, porque, o nosso PR, andou a estudar Feng Shui e ali é que os helénicos transmitem um vibração positiva e estão em equilíbrio com as forças benéficas da natureza, podendo assim a UE gozar de saúde, boa sorte e prosperidade.


_________________________________________________

Top 5
Mais Grécia, claro, havia de ser sobre o quê?

1 "Gregos não pagaram ao FMI e agora?" - Agora as pessoas do FMI vão ter de cortar nas mordomias (espero que tenham dinheiro para pagar aos empregados) e a Lagarde fica sem dinheiro para pagar impostos... espera.

2 PM cancela entrevista à SIC - Bem sei que isto da Grécia é terrível, mas a verdade é que nos pouparam a uma entrevista do Passos. Fico com uma dívida impagável para com eles.

3 "Terminou reunião do Eurogrupo para decidir acordo com a Grécia" - Terminou o euro grupo, isso é que era uma notícia fixe.

4 Partido Comunista grego apela à abstenção no referendo sobre medidas de austeridade - Eh pá, não baralhem mais isto, que chatice!

5 FMI puxa orelhas a gregos e credores europeus - Depois dos adultos na sala, continuam dentro das analogias infantis. Falta um "despachem-se que 'Schäuble tem xixi'".

pub

Marketing Automation certified by E-GOI