Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Opinião
Fernando Sobral fsobral@negocios.pt 28 de Agosto de 2013 às 23:30

O truque de Midas

Este Governo tem um dom desconhecido e que, daqui a muitos anos, será estudado como o dos micróbios microscópicos. Na sua ânsia de tentar transformar tudo o que toca em ouro, vive numa realidade paralela. O Governo tenta ficar na história como Midas. Aquele que conseguiu transformar um país falido num país pobre mas honrado.

  • Assine já 1€/1 mês
  • 5
  • ...

É uma atitude meritória. Que revela um alto espírito de abnegação e de elevação moral. Mas para isso era preciso que, ao contrário de Midas, o Governo não transformasse em cobre e em chumbo tudo o que toca. A utilização pelo FMI de dados fornecidos pelo Governo que omitem a realidade sobre as profundas reduções salariais ocorridas em Portugal mostra este devaneio. Porque a omissão serve para validar a ideia de que é preciso mais cortes salariais e flexibilidade laboral no sector privado para se conseguirem objectivos de concorrência perfeitos.

 

Ao omitir os dados, o Governo quis que os factos se adaptassem ao conceito ideológico que quer impor aos portugueses. Exemplifica o que quer efectivamente este Governo: destruir a classe média e colocar os portugueses com salários miseráveis que permitam, no sector exportador, que Portugal concorra com a China e o Bangladesh.

 

A ideologia Wal-Mart, em que tudo é poucochinho e pobrezinho, foi apadrinhada por este Governo. Mais grave do que sonegar informação é, depois, driblar o seu erro (mesmo que possa ser casual) com o silêncio, como se nada de anormal se tivesse passado. Passou-se. O FMI e a troika estão a emitir opinião, que afecta muitos portugueses que têm sido confrontados com sérias quebras nos seus salários, com base em dados deturpados. Para este Governo todos os meios justificam os fins?

Ver comentários
Mais artigos do Autor
Ver mais
Mais lidas
Outras Notícias