João Quadros
João Quadros 25 de setembro de 2015 às 00:01

Vem depressa, refugiado

Gosto de números, e tenho dificuldade em acreditar numa invasão de malucos do ISIS no meio dos 4.593 refugiados. Ou que estes 4.593 vão mudar a nossa cultura latino-árabe. As testemunhas de jeová são mais, são persistentes , tentam todo o tipo de abordagens, e nós estamos na mesma: a dizer que já lemos ou que não estamos.

Poiares Maduro, ministro Adjunto e do Desenvolvimento Regional, anunciou que os refugiados, com destino ao nosso país, devem chegar no final de Novembro. Segundo o Expresso vamos receber 4.593 refugiados.


Já temos os nossos refugiados soa um bocadito aos velhos tempos, quando as senhoras mais abastadas tinham um pobrezinho que ia lá a casa. Havia uma espécie de competição a ver qual é que tinha o pobrezinho mais desgraçado ou mais alcoólico, o que muitas vezes coincidia.

4.593 é um número ímpar, o que de imediato levanta suspeitas em alguns sectores desconfiados da nossa amada pátria. Por alguma razão, na arca de Noé só entraram ao pares. Só espero que não estejam a pensar fazê-los chegar na noite de Halloween, porque já basta a superstição e os mitos que por aí andam.

Gosto de números, e tenho dificuldade em acreditar numa invasão de malucos do ISIS no meio dos 4.593 refugiados. Ou que estes 4.593 vão mudar a nossa cultura latino-árabe. As testemunhas de jeová são mais, são persistentes , tentam todo o tipo de abordagens, e nós estamos na mesma: a dizer que já lemos ou que não estamos. Nós somos impenetráveis. Somos teimosos, podem vir invasões de muçulmanos, etíopes, suecos, góticos, dálmatas, etc., que continuamos a cuspir para o chão. Faz alguma confusão ver portugueses a dizer, com ar de reprovação, que vamos ser invadidos e depois eles vão espalhar a sua religião e impor os seus costumes. Acho de mau gosto e pouco patriótico fazer má cara enquanto se descreve os descobrimentos portugueses.

Em termos de teorias estapafúrdias de terror, também tenho a minha. Para mim, um terrorista é um indivíduo em boa forma física, que quer ter acesso a locais com muita gente e que actua em equipa. Talvez por isso, em termos de números, eu estou mais preocupado com a notícia que o "Serviço de Estrangeiros de Fronteiras identificou 1.304 futebolistas estrangeiros em situação irregular em Portugal, na sequência das várias acções de fiscalização realizadas a clubes de futebol do país". Vejam lá o perigo. Capaz de o Desportivo de Fátima ser um viveiro de jihadistas.

Na minha opinião, a chegada dos refugiados pode ser muito importante para a nossa economia. Por exemplo, e lançando mais um número, o Governo anunciou a libertação de um fundo extra de mil milhões de euros para a ajuda aos refugiados. Carlos Costa pode muito bem convencer os refugiados a juntarem-se para comprar o Novo Banco. As possibilidades são infinitas.

Em termos de números podemos chegar a conclusões estupendas. Fazendo as contas , e segundo o que foi noticiado, por cada refugiado os Estados-membros da União Europeia vão receber 6.000 euros. Também segundo números oficias , cada português já terá pago 1.950 euros e para salvar bancos. Pode ser impressão minha, mas talvez fosse de trocar banqueiros por refugiados e ficamos ricos. 

TOP FIVE REFUGIADOS 

1. Escândalo nos EUA. Volkswagen fez batota nos testes às emissões poluentes - Os alemães estão secretamente a tentar gasear a malta. Eles nunca desistiram.

 

2. Biografia de ex-aliado diz que o PM britânico, David Cameron, introduziu 'parte privada' num porco morto - descobriram os secretos de Cameron.

 

3. Joana Amaral Dias despida na capa da revista Cristina - já tinha ouvido falar de grávidas com desejos estranhos: "Quero comer morangos com cavala." Nunca tinha visto o "quero aparecer nua com um boné montada num pónei".

 

4. MAI esqueceu-se de colocar o destino "Portugal" nos envelopes dos votos dos emigrantes - dizem aos emigrantes - VEM -, mas não lhe dão a morada.

 

5. Modelo VW Jetta superou os limites legais de emissões poluentes de entre 15 a 35 vezes - os motores dos nossos submarinos são de que marca? Vejam lá se é isso que anda a matar as sardinhas.



pub

Marketing Automation certified by E-GOI