Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Opinião

[570.] Sumol: "Lembra-te."

A actual publicidade do refrigerante Sumol é das mais complexas que se têm produzido em Portugal nos últimos anos. Não diz que a bebida é fresca, quais os sabores, que é "vida" (como faz a Coca-Cola), que tem abertura fácil.

  • Partilhar artigo
  • 1
  • ...

 

A campanha centra-se em frases de tom bíblico - ou facebookiano? - que remetem o observador para o seu passado, enquanto passam filmes retro, como se tivessem sido filmados há 20 ou até mais de 30 anos: uma das simulações de vídeos "caseiros" traz a data de 24:JUL:82.

 

"Tu juraste que iam ser amigos para sempre", "Tu juraste que ias varrer a noite até aos 90", "Tu prometeste que ninguém ia mandar em ti", "Tu disseste que nunca ias parar", "Tu juraste que nunca terias dois dias iguais": a estas frases, que são ditas pela marca, correspondem imagens de férias de grupos de amigos na praia, na piscina, na noite, na maioria jovens, num deles crianças. Em todos os vídeos, depois da frase, aparece a ordem publicitária através do imperativo "Lembra-te". E, a seguir, uma carica de Sumol, com a data do seu lançamento em 1954, e a frase "60 anos, 1 Verão". Segue-se o slogan, igualmente imperativo: "Mantém-te original".

 

Em todos os vídeos ficcionais dos anúncios aparecem crianças ou jovens a beber Sumol, surgindo as inserções como mais "naturais" - isto é, mais bem feitas - do que o "product placement" enxertado hoje em telenovelas e outros programas.

 

Todas as ficções destes anúncios situam-se em ambiente de classe média e de lazer de férias de Verão. A mensagem hedonista não se afasta de toda a outra publicidade. A diferença está na concretização – em simulações bem feitas de filmes ou vídeos de família antigos – e na simpática ausência de voz off, um dos mais comuns atributos da publicidade televisiva, e um dos que, por isso mesmo, mais acentua o carácter comercial da mensagem. A publicidade da Sumol quis diminuir subrepticiamente a carga comercial inerente à retórica publicitária para acentuar o ambiente de hedonismo em mensagem de retórica bíblica (Tu disseste... Tu juraste... Lembra-te e mantém-te original).

 

Os anúncios tanto são dirigidos aos protagonistas simbolizados nas simulações vídeo - hoje adultos - como aos mais novos. Portanto, pretendem criar um laço familiar e que os mais velhos transmitam aos mais novos a "tradição" de beber Sumol. Para isso, é preciso recordá-los de que Sumol fazia parte dos Verões - eles devem reparar nas garrafas nos vídeos - e não devem trair essa "tradição". 


As frases iniciais dos anúncios não visam o cumprimento do que sugerem: nenhum adulto retomará amizades de infância por causa desta publicidade, nem tenciona "varrer a  noite" até cumprir os 90. A juventude já passou. Não é isso que esta publicidade quer. A mensagem importante será esta: tu bebias Sumol quando eras feliz na infância e juventude, lembra-te disso e, já que não cumpres estas frases que pusemos nos anúncios, ao menos "mantém-te" fiel a qualquer coisa de então, e esse qualquer coisa é beber Sumol e transmiti-lo aos teus filhos; eles identificam-se com este teu passado, porque é, no hedonismo feliz do Verão, igual ao que tu viveste. "Mantém-te original" não é bem ser original, é antes não te amarrares a bebidas que não bebias e que agora toda a gente bebe, esquecendo-se do Sumol, que é um "original" português. Por isso, "lembra-te" de Sumol quando fores às compras, ao café ou ao bar de praia. E, vocês, miúdos e jovens, não vêem que o passado dos vossos pais foi igual ao vosso presente, que, nestes 60 anos, só há "1 Verão"? Que o vosso pode ser, como o deles, melhor com Sumol, sem os concorrentes que todos bebem e que os faz não serem originais? Lembrem-se também disso quando tiverem sede de Verão.

 

eduardocintratorres@gmail.com

Ver comentários
Mais artigos do Autor
Ver mais
Outras Notícias