Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Opinião
João Quadros 22 de Janeiro de 2016 às 11:50

A última intrigalhada

Chegámos ao momento da escolha do novo Presidente da República. A emoção perante a perspectiva de um novo PR é largamente suplantada pela felicidade na saída do antigo.

  • Assine já 1€/1 mês
  • 4
  • ...
O último debate foi uma espécie de despedida. Há candidatos que nunca mais vamos ver e outros que não vamos ver mais como víamos. Não é odioso dizer que só a carreira política de Tino cresceu com esta campanha. Não há mais ninguém que tenha ficado a ganhar. O debate final foi uma chatice. O formato sala de espera não ajudou. Os candidatos tinham de aproveitar ao máximo o tempo porque se perdessem a pergunta das 22:25, a outra só passava às 23.05. O Henrique Neto ficou mais velho entre duas perguntas. O Tino nem na quarta classe passou tanto tempo seguido sentado numa sala sem se mexer.

O debate ficou marcado pela preocupação com a independência, com candidatos a negarem qualquer tipo de apoios. Em breve haverá um candidato que vai ter honra em afirmar que é tão independente que nem tem o apoio de um único cidadão. Zero. Nem ele próprio se apoia para não haver interferências. Apesar de monótono, o debate serviu para confirmar uma ou outra ideia que tinha sobre alguns dos candidatos. Destaco Cândido e Neto.

Cândido é o indivíduo com quem não podes ir de férias - "Vai tudo para praia, eu quero ir para a piscina. Vai tudo jantar, eu hoje não janto". Cândido era fortíssimo quando não aparecia nos debates. A ideia de Cândido, para o país, é que Nóvoa não é licenciado. E há quem queira debater a ideia de Cândido. Não é para menos, domingo há referendo sobre a licenciatura do Nóvoa.

Henrique Neto é aquele senhor que não queres ter no prédio. O do "deixou a porta" aberta e o "barulho no elevador." Henrique Neto faria a cabeça em água a Cavaco e Maria numa reunião de condóminos. No final do debate, só lhe faltou resmungar porque "a minha cadeira chiava". Henrique Neto é um chato. Podia ser modelo do "Antes" de um remédio para a azia e dificuldade de digestão. Henrique Neto em Belém e a primeira coisa que faz é fechar os pastéis porque lhe cheira a fritos na gaiola dos pavões. Não há que ter pena se Neto tiver uma votação quase nula porque ele também não vai ficar mais chateado do que já andava.

Não sou de previsões - "excepto de aguaceiros graças a uma lesão num cotovelo aquando da guerra da lampreia de 82/84" -, mas sou capaz de arriscar que Marcelo vai vencer as eleições à primeira volta. Mas, se chover, não ganha à primeira. Mas isso só o meu cotovelo saberá no sábado.

Resumindo, já todos sabemos o que irá fazer Marcelo, mas não fazemos ideia de como será o futuro dos outros. Ainda em formato palpite, imagino que, se perder, Cândido Ferreira vai para navegador solitário. Faz "curriculum navegação" à volta do mundo. Tino faz o tal partido que Marinho e Pinto ia fazer, mas em giro. Maria de Belém nunca mais tira o luto. Neto vai ficar ainda mais chato e vai começar a embirrar com ele próprio - "Eu bem te tinha avisado para não deixares a janela aberta. Agora estás com os mamilos gigantes. Vou ter de pôr a camisola interior de cortiça". Paulo Morais vai frisar o cabelo, Edgar Silva é canonizado pelo PCP, Jorge Sequeira é preso por mandar piropos, Marisa Matias junta-se à Juve Leo e Nóvoa vai fazer uma licenciatura. E nós? Nós estamos tramados.

top 5 Votar 1 Estado gastou 200 mil euros em talheres - e só comeram sushi.

2 Cavaco diz saber como motivou eleitorado, mas não revela segredo - nunca se revela o truque O bom carteirista é assim.

3 Cameron quer deportar migrantes que não aprendam inglês em dois anos e meio - quando voltares ao Algarve, o Zezé Camarinha diz-te.

4 Daesh anuncia corte de 50% no salário dos jihadistas - no Daesh rebentaram com a concertação social. Já compensa mais ir trabalhar para o Mac do que para o Daesh. já lá vai o tempo que a Al-Qaeda até tinha Médis.

5 Mourinho apoia Marcelo porque Portugal "precisa de carisma" - e porque não tenciona vir para cá nos próximos 10 anos.
Ver comentários
Saber mais joão quadros
Mais artigos do Autor
Ver mais
Mais lidas
Outras Notícias