Patrícia  Abreu
Patrícia Abreu 26 de fevereiro de 2018 às 21:13

Amazon vs. Apple. Qual vai superar o bilião? 

A Apple é actualmente a empresa mais valiosa do mundo e a que está mais próxima de atingir a marca de um bilião de dólares. Mas a dona do iPhone poderá não ser a única, nem a primeira a valer 1.000.000.000.000.

De acordo com um "research" citado pela CNBC, a Amazon pode atingir uma capitalização bolsista de um bilião de dólares nos próximos 12 a 18 meses. O banco de investimento GBH Insights subiu o preço-alvo para as acções da retalhista online para 1.850 dólares, face aos anteriores 1.500 dólares. De acordo com o analista, a estratégia de Bezos [CEO da Amazon], quer na frente do consumo quer na frente empresarial, está numa fase inicial e a empresa é uma acção a ter em carteira neste nível. O mesmo especialista acredita que o crescimento do consumo de retalho e os serviços electrónicos da companhia podem puxar a empresa para valores mais elevados. Caso as previsões da GBH Insights se materializem ainda podemos ver a Amazon ultrapassar a Apple, que corrigiu recentemente após a divulgação dos resultados. A evolução das contas das duas empresas será seguramente determinante para a evolução das cotações. Qual das duas gigantes irá sair vencedora nesta luta de titãs?

 

Jornalista

A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentários mais recentes
Anónimo 27.02.2018

O comuno-socialismo luso, presente em todos os sindicatos e em muitos partidos de Portugal, obedece a uma intrigante lógica que agita a bandeira da educação mas que quando vê alguém que se educou e foi capaz de inovar ao ponto de fazer desaparecer onerosas e ineficientes carreiras que garantem postos de trabalho obsoletos pagos por contribuintes, consumidores, investidores e trabalhadores com real procura de mercado, levanta de imediato uma bandeira especial do trabalho e diz, em mau tom, ao inovador educado, para fugir do país ou mudar compulsivamente de ocupação abdicando dos potenciais rendimentos que adviriam da inovação conseguida. O comuno-socialismo é psicopata e criminoso. Uma verdadeira doença mental grave, perigosa para todo e qualquer processo de criação de valor.

Alentejano 27.02.2018

no curto prazo? a APPLE no longo prazo será a AMAZON a APPLE já comprometeu demasiado e tornou-se demasiado dependente do mercado chinês que desde 2010 a está a lixar constantemente. E enganam os clientes com praticas maliciosas, o iPhone não é um produto é um símbolo de status da decadência moral.

pub