Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Opinião
Fernando Sobral fsobral@negocios.pt 21 de Abril de 2004 às 13:40

Apitos limpos

O futebol é, para alguns, o eixo do mal aplicado à realidade portuguesa. Para uns felizes contemplados foi um almoço nos bons velhos tempos do Canal Caveira.

  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O futebol é, para alguns, o eixo do mal aplicado à realidade portuguesa.

Para uns felizes contemplados foi um almoço nos bons velhos tempos do Canal Caveira.

Para outros é um espantalho que tem medo de se ver ao espelho.

Para Gilberto Madaíl, até ontem, era o sonho de uma vida: organizando o Euro’2004 poderia vir a ser eleito, finalmente, para um cargo executivo na UEFA.

Aos vencedores está sempre reservado um cargo de ouro no exílio.

A «Operação Apito Dourado» parece querer deitar por terra a felicidade de Madaíl.

A detenção de grande parte da elite de dirigentes do futebol indígena é um terramoto, especialmente para o presidente da FPF.

Ser detido não é ser considerado culpado, mas as fagulhas que daí saltam queimam até o amianto.

O futebol português parece uma maçã assada depois de todos considerarem que era da cor vermelha da tentação.

Estas detenções recordam a do presidente da Federação húngara, antes da decisão de quem ficaria com a organização do campeonato.

E sabe-se o que isso significou.

Ver comentários
Mais artigos do Autor
Ver mais
Mais lidas
Outras Notícias