Patrícia  Abreu
Patrícia Abreu 13 de fevereiro de 2019 às 20:40

Bill Ackman está de volta à boleia da Starbucks

Os "hedge funds" não viveram anos felizes. Os maus resultados, associados aos elevados custos aplicados nestes fundos de cobertura de risco afastaram os investidores destes produtos e precipitaram o encerramento de muitos deles.

Bill Ackman não foi um dos que cedeu. Mas, nem por isso escapou às quedas. E o mau desempenho do seu fundo, Pershing Square, foi em grande medida maximizada por más decisões no passado.

 

A aposta na Herbalife, por exemplo, rendeu perdas elevadas ao gestor. Mas, com os mercados financeiros de regresso aos ganhos, as apostas de Ackman parece que também começam a dar frutos.

 

Segundo uma notícia publicada na CNBC, o Pershing Square valoriza 24,7%, em 2019. Numa carta recente dirigida aos investidores, Ackman justifica o bom comportamento do fundo com os investimentos na ADP, Lowe's, Starbucks e na Chipotle.

 

No terceiro trimestre de 2018, o gestor alienou a sua posição na Mondelez e comprou uma participação na Starbucks. Apostas que estão a render. Depois de um período "negro" para os "hedge funds", este pode ser um bom indicador para este segmento de mercado. Será que a recuperação vai alargar-se ao setor?

pub

Marketing Automation certified by E-GOI