Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Opinião

Boeing: um pesadelo muito mais pesado que o 787 Dreamliner

Tópicos: as palavras que fazem as notícias do mundo

  • Partilhar artigo
  • ...

1. Boeing: um pesadelo muito mais pesado que o 787 Dreamliner

Um pesadelo dos antigos é o que enfrenta a construtora aérea que abriu o caminho do céu aos aviões de grande capacidade. Desde o primeiro voo comercial de um Jumbo 747 em 1970 que a Boeing não tem um revés tão sério. A voar há 3 anos apenas, leve, de baixo consumo e manutenção low-cost, o 787 Dreamliner nunca foi o avião fiável a que a primeira exportadora dos EUA habituou o mundo.

 

Na semana passada, o pesadelo agravou-se quando 2 aviões ficaram em terra com uma bateria incendiada e uma fuga de combustível. A aterragem de emergência de um 787 ontem no aeroporto de Takamatsu foi a gota de água: o Japão decidiu aterrar toda a frota de Dreamliners. A All Nipon Airways (ANA) e a Japan Airlines prometem só os levantar quando forem declarados seguros.

 

Decorrem investigações oficiais no Japão e nos EUA. Até Wall Street se assustou: abriu com as ações da Boeing a caírem 4,1%, arrastando na queda o índice Dow Jones.

 

 

 

2. Facebook

Há 17 anos que não se vendiam tão poucos carros na União Europeia. Em dezembro, as vendas baixaram mais de 16%. A Associação Europeia de Construtores Automóveis está no degrau anterior ao patamar do pânico: a privação do automóvel por tanto tempo está a mudar os hábitos de deslocação dos europeus, tornando incerto que a procura recupere depois da economia melhorar. Estão 2 milhões de empregados e os correspondentes investidores a deitar contas ao futuro. 

 

 

 

3. União Europeia

A conferência de imprensa de Mark Zuckerberg colocou o Facebook na ordem do dia. A novidade é uma nova pesquisa, a Graph Search, que procurará devolver «respostas, não links para respostas». Uma afronta à Google. Impressionou os analistas por uma razão simples: desta vez, a pesquisa funciona, diz quem testou. Aos poucos, o Facebook fica mais parecido com a America Online: uma rede murada de onde não é preciso sair. Pode ser que se aguente mais tempo que a AOL.

 

 

 

"Tópicos" é uma ferramenta do Negócios que faz pesquisa inteligente das notícias de economia mundiais. Consulte e saiba mais em www.negocios.pt

Ver comentários
Mais artigos do Autor
Ver mais
Outras Notícias