Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Opinião
Octávio Teixeira 20 de Março de 2012 às 23:30

Desvalorização interna... porque sim

O relatório da missão do FMI que recomendou o novo pacote de resgate da Grécia é um caso de estudo.

  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...
O relatório da missão do FMI que recomendou o novo pacote de resgate da Grécia é um caso de estudo.

A missão sustenta a recomendação baseada na aplicação de uma ainda mais austera desvalorização interna. Mas no seu relatório integra uma caixa sobre a "experiência internacional de desvalorizações internas" que contradiz de forma evidente qualquer possibilidade dessa desvalorização interna poder vir a resolver os problemas da Grécia.

Afirma que essa experiência mostra que "restaurar a competitividade por meio de desvalorizações internas revelou-se ser um difícil compromisso com muito poucos sucessos". Que será sempre "necessariamente um processo doloroso", e que as condições necessárias para que possa vir a ter possibilidades de êxito vão desde "um inicialmente baixo rácio da dívida pública" à existência de "circunstâncias externas favoráveis", passando por um "desenvolvido sistema central de transferências" ou "um limitado Estado social". Concluindo que "a maioria das condições de sucesso falta na Grécia".

E compara o caso da Argentina (tão deturpado em Portugal), recordando que a desvalorização interna comandada pelo FMI em 1998-2002 foi um completo fracasso gerando "recessão profunda", "falências, desemprego e pobreza", "cortes nos salários e pensões"… e que após a ruptura com a desvalorização interna bastaram dois trimestres para se "iniciar uma recuperação rápida e sustentada".

É incrível que perante tudo isto o FMI e parceiros da troika teimem na via da desvalorização interna, penosa e sem perspectivas de sucesso.

Sendo a situação e condições portuguesas idênticas, seria um efectivo serviço público a publicação da tradução integral daquela caixa favorecendo o urgente debate sério sobre as alternativas.

*Economista e ex-deputado do PCP

Ver comentários
Saber mais opinião
Mais artigos de Opinião
Ver mais
Outras Notícias