Raquel Godinho
Raquel Godinho 06 de março de 2018 às 21:15

E se os investidores estiveram distraídos?

O mercado accionista britânico não está nas boas graças dos investidores. Um sentimento que em muito se deve às negociações em torno do Brexit.

Mas há quem acredite que os investidores poderão perder boas oportunidades se estiverem distraídos e não olharem para este mercado.            A Amundi, a maior gestora de activos da Europa, acredita que estas acções negoceiam com um desconto que podem não merecer, diz a Bloomberg. A gestora, que tem 1,7 biliões de dólares (1,37 biliões de euros) sob gestão, tem uma posição de "overweight" (está a sobreponderar) nas acções do Reino Unido. O que acontece apesar de o pessimismo dos investidores e o número de apostas na queda estar em máximos de 2008. Nicholas Melhuish, o responsável pela área de acções globais, defende que os investidores podem estar a perder uma oportunidade. "O Reino Unido parece extraordinariamente barato - e atractivo", afirmou o gestor à Bloomberg. O índice FTSE 100 está a negociar 13,4 vezes os lucros estimados, situando-se perto dos níveis de 2014, e acumula uma queda de 7%, superior à perda de 4% do índice europeu de referência, o Stoxx600. E as acções mais domésticas, aquelas que mais foram rejeitadas, podem representar as melhores oportunidades.

 

Jornalista

pub